Mestrado em Bioengenharia

Geral

Descrição do programa

O principal objetivo do programa é formar especialistas com habilidades e conhecimentos que os ajudem a encontrar empregos e contribuir para o sucesso de várias empresas que trabalham no campo da biotecnologia industrial ou médica, da bioeconomia circular, do bioprocessamento, etc. Os formandos terão um Compreensão e experiência prática abrangendo os principais bioprocessos industriais, fermentação, projeto de sistemas biológicos, biotecnologia industrial e tecnologias biomédicas. O currículo enfatiza a formação prática e fornece estágios em várias empresas que atuam nos campos da biotecnologia e da tecnologia biomédica.

O mestrado oferece oportunidades de carreira no campo da biotecnologia industrial na União Europeia e no mundo. A região nórdica e báltica é um mercado de trabalho especialmente atraente, onde as empresas procuram jovens talentos com habilidades especiais em biologia sintética e biotecnologia industrial. A região nórdica é um dos centros de crescimento mais rápido do mundo em biotecnologia industrial e espera contratar milhares de especialistas recém-treinados nos próximos anos.

Existem três especializações: genética e biotecnologia, bioengenharia e robótica, química e ciência dos materiais.

Última atualização Mar. 2020

Sobre a escola

The University of Tartu (UT) is Estonia’s leading centre of research and training. It is the only university in the Baltics ranked in the top 2% of the world’s best universities (QS World University R ... Ler Mais

The University of Tartu (UT) is Estonia’s leading centre of research and training. It is the only university in the Baltics ranked in the top 2% of the world’s best universities (QS World University Rankings 2016-17). Founded in 1632, UT is the only classical university in Estonia. There are more than 13 000 students studying at UT (incl. 1300 international students (2016)) and UT has 3800 employees (incl. 1800 academic employees (190 professors)). To support and develop the professional competence of its students and academic staff, the university has 71 partner universities in 27 countries. Ler Menos