O termo "biodiversidade" é relativamente recente e ainda tornou-se moda não é nada mais do que "diversidade biológica", entendido como a variedade estrutural e funcional de todas as formas de vida em genética, população, comunidade e ecossistemas. A partir de uma manutenção ponto de vista estritamente biológico é inquestionável.

A partir da perspectiva utilitária, a biodiversidade é extremamente valioso para os bens que produzem (alimentos, medicamentos, combustível, etc.), por serviços prestados (polinização, proteção do solo, ciclagem de nutrientes, etc.), para obter as informações fornece (conhecimento científico) e até mesmo como o portador de valores psico-espiritual (beleza, religião, sentidos, etc.). Mas conservação da biodiversidade no tempo presente é muito mais, torna-se ainda uma questão de sobrevivência, especialmente em tal um pequeno como as Ilhas Canárias, onde má gestão dos recursos pode ser pelo menos um território mais séria em grandes áreas onde a pressão é menor população.

ambientes insulares, particularmente ilhas oceânicas, têm características (isolamento, comunidades ecológicas simples, um grande número de espécies endêmicas, a escassez ou ausência de predadores, brandura de espécies, etc.) que as tornam mais suscetíveis aos vários factores de ameaça . Como um exemplo desta vulnerabilidade, sabe-se que cerca de 90% de extinções de aves produzidas nos últimos 400 anos especificamente respeito a espécies insulares.

Além disso, a biodiversidade terrestre das Ilhas Canárias é de extraordinário interesse nacional e internacionalmente. Os arquipélagos da Macaronésia e especialmente o relacionados (Canárias e Madeira) são um ponto quente de interesse para pesquisadores de todo o mundo e especialmente na Europa. Nos últimos 10 anos, o volume de pesquisa e conservação relacionadas com Macaronésia e, especificamente, para as Ilhas Canárias triplicou por especialistas de todo o mundo, o que torna o Mestre de Conservação de Terras e Ilhas biodiversidade têm um impacto não só escala insular, mas nível nacional e europeu.

A implementação do Mestre Terra e Biodiversidade Ilhas conservação na Universidad de La Laguna é, portanto, justificado por quatro razões principais:

  1. Atender à demanda atual é na ilha de técnicas de conservação do solo nas Canárias, dando mais oportunidades de emprego para os nossos alunos, e melhores retornos sobre conservação de recursos.
  2. Necessidade de conservação do extraordinário de gestão de riqueza e recursos biológicos arquipélago, o que tem um impacto positivo sobre vários setores da sociedade atual e futuro. sistemas ilha extrapolável outro motivo.
  3. Necessidade de formação de especialistas em biodiversidade terrestre, cobrindo tanto a ciência básica e aplicada a diferentes áreas, tanto as Ilhas Canárias e outros sistemas de ilha em nosso ambiente ou outros.
  4. Projetando, investigação, especialmente Europeia internacional das Canárias, particularmente conhecimento sobre a biodiversidade e biologia da conservação neste arquipélago, o que permitirá não só o intercâmbio de estudantes e professores, mas uma melhor projeção de gestão do conhecimento atual recursos Canárias.

referrers externos

No contexto de referências de estudos de pós-graduação semelhantes nacional e internacionalmente como a nota abaixo mostra os seguintes mestres de qualidade. Note-se que as ofertas não são equivalentes, em termos de estrutura, por causa da relativamente recente entrada da nova legislação, e seu conteúdo. Todos eles, em graus variados, eles tentam fornecer aos alunos conhecimentos e habilidades sobre Diversidade Biológica e Conservação com acadêmico, pesquisador ou abordagens profissionalizantes. Nenhum deles lida com os problemas biológicos e outros envolvidos insularidade, ou desenvolver a biodiversidade da Macaronésia.

Biodiversidade: Conservação e Evolução

Escola de Ciências Biológicas.

Universidade de Valência.

Ensinada em castelhano. 60 a 120 ECTS.

orientação de mestrado acadêmico e de pesquisa, com cinco intensificações currículo.

Mestrado em Gestão da Biodiversidade em ambientes mediterrânicos.

Faculdade de Biologia.

Universidade de Murcia.

Básica e aplicada na gestão da biodiversidade, habitats e áreas protegidas na formação ambiente mediterrânico.

Mestrado em Biodiversidade.

Faculdade de Biologia. 60 créditos. 1 ano.

Universidade de Barcelona.

acadêmico de mestre, profissional e de pesquisa

Muitas opções curriculares.

Universidad Complutense de Madrid

Faculdade de Biologia. 60 créditos. 1 ano.

Mestrado em Biologia da Conservação.

4 percursos de formação (gestão genética, botânica, ou ecossistema zoológico)

Programa de Mestrado em Biodiversidade e Conservação

Departmente de Educação Biologia

Estocolmo

Ensinada em _Inglés. 120 ECTS. 2-3 anos.

Destinado a graduados que tenham completado pelo menos 90 ESTC em Biologia.

Biodiversidade e Conservação (M.Sc./P.Grad.Dip) (Master of Science)

Escola de Ciências Naturais

Universidade de Dublin Trinity College

Dublin, Irlanda

Ministradas em Inglês. 12 meses.

Direcionado para as disciplinas de Biologia, Ciências da Terra, da agricultura, da silvicultura e afins.

Cursos de mestrado em Biodiversidade

Faculdade de Ciências Biológicas.

Univesity of Leeds.

Ministradas em Inglês. 12 meses (2 semestres e trabalho prático no verão). 180 créditos.

Dominar versátil, orientação acadêmica e de pesquisa, com poucos créditos obrigatórios e uma ampla gama de módulos opcionais.

Biodiversität, Ökologie und Evolução

Departamento de Biologia, Química e Farmácia

Universidade Livre de Berlim

Berlim Alemanha

Ensinada em Alemão e Inglês. 24 meses.

Orientação acadêmica e de pesquisa.

Conservação da Biodiversidade (Master of Science)

Escola de Ciências da Conservação

Bournemouth University

Bournemouth, Reino Unido

Ministradas em Inglês. 12 meses.

Orientação para a investigação e gestão da biodiversidade e conservação.

Biologia da Conservação (Master of Science)

University of Kent

Canterbury, Reino Unido

Ministradas em Inglês. 12 meses.

Orientação para a investigação e gestão da biodiversidade e conservação.

Em relação à atividade profissional e de pesquisa que envolve ou favorece este projecto de mestre-se considerar que, embora o presente projecto de Mestre não incidem especificamente sobre o IDI exclusivamente, já que isso representaria uma meta demasiado ambiciosa e incompreensível, se adequação mostra algumas das diretrizes estabelecidas pelo Plano Canárias para a Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Difusão de 2007-2010.

http://aciisi.itccanarias.org/agencia/index.php?option=com_remository

http://aciisi.itccanarias.org/agencia/images/stories/file/Documentos/nuevo_plan.pdf

Este plano estabelece que o ID do sistema i é essencial como um catalisador e força motriz do novo modelo de desenvolvimento para as ilhas, as singularidades Canárias são uma atração para a sua posição privilegiada como uma plataforma para a cooperação e sua biodiversidade e recursos naturais dos tornar-se um laboratório natural nas áreas de sustentabilidade, alterações globais e biotecnologia.

Entre as diretrizes da Abordagem Estratégica (Seção 3.6 do Plano) é de notar que o mesmo estabelece um roteiro para o desenvolvimento sustentável através da economia do conhecimento e tenta estabelecer um novo modelo duradouro que concilie população, a justiça social, a economia e conservação do património natural e cultural dos povos.

O plano define as áreas científicas e tecnológicas estratégicas como áreas prioritárias de acção que se concentrar e focar as ações do sistema, tentando responder às necessidades atuais e futuras oportunidades e desafios da região (ponto 3.8 do Plano). Define dois tipos de áreas: trans-sectoriais e instrumentais. As áreas de interesse rosto sectoriais de natureza científica e tecnológica, que identificam claramente a demanda ou socioeconómicos necessidades, a capacidade de inovação empresarial e criação de valor, riqueza e emprego, aproveitando os recursos e potencialidades latentes nas Canárias.

Entre essas áreas são os recursos naturais, o que inclui as sub-áreas: energia, água, alterações climáticas e biodiversidade. Entre os objetivos e compromissos específicos descritos no ponto 3.9 diz:

I. Aumentar a capacidade e qualidade do Sistema das Canárias da Ciência, Tecnologia e Inovação; Aumentar o capital humano qualificado (pesquisadores, técnicos e gestores); Aumentar a atractividade e mobilidade dos investigadores, tanto em formação e intercâmbio de excelência, em termos de como permanece em centros de pesquisa e empresas.

II. Melhoria da gestão e disseminação de ID i

III. Uma maior promoção e difusão da cultura científica com o envolvimento dos meios de comunicação, promovendo a actividade informativa na sociedade. Aumentar vocações científicas entre os jovens, mantendo os actuais níveis de graduados em carreiras científicas e tecnológicas.

Procedimentos de consulta interna e externa

O desenvolvimento do Mestrado proposto na Terra e Biodiversidade Ilhas Conservação foi realizado fora , dentro da Faculdade de Biologia, seguindo as diretrizes estabelecidas pelo Regular ensinamentos oficiais de mestrado e doutorado da Universidad de La Laguna (aprovado Conselho do BCE, de 29 de Janeiro de 2009 e BOC número 031, de 16 de Fevereiro de 2009 - 215) Decreto 168/2008, de 22 de Julho, que aprova o procedimento, os requisitos e critérios para a autorização regula a implementação de conducente à obtenção do grau oficial, mestrado e doutorado das Ilhas Canárias (BOC de 1 de Agosto de 2008) o ensino universitário.

procedimentos de consulta externos devem consultar as pesquisas realizadas para a preparação do Livro Branco, algumas delas feitas diretamente pelo Conselho Geral de Colégios da própria biólogos com ex-alunos e outros atores sociais. Ele tem o apoio de instituições externas que demonstram a adequação do mestre e o grande interesse que recebeu de diversas instituições externas contactado, entre os quais canários Parques Nacionais, o Instituto de Produtos Naturais e Agrobiologia de CSIC, o Departamento de biologia da Universidade da Madeira e unidades de Conselhos Middle Island Biodiversidade Áreas Ambientede, entre outros.

entrada de perfil e sair

Perfil admissão

No que respeita à entrada de perfil recomendado indica que este mestrado é destinado a estudantes que estão interessados ​​em se especializar em biodiversidade terrestre e conservação, com vista à aquisição de conhecimentos e competências também permitir-lhes ingressar na força de trabalho e também autorizando-os a aprofundar as técnicas fundamentais de pesquisa, desenvolvimento e inovação em Biodiversidade e quer desenvolver uma tese de doutoramento. O mestre é destinado principalmente a graduados em biologia, mas é acessível a outros graduados (RD 1393/2007, Art. 16), de preferência aqueles que cobrem aspectos de indivíduos biológicos. Os assuntos diferentes exigidas ou recomendadas do Mestre, contidas no guia de ensino, pré-requisitos indicar o fundo necessário e constituem uma referência para o aluno.

perfil de pós-graduação

O graduado do mestre será Terra especialista e Biodiversidade Ilhas Conservação e será capaz de realizar pesquisa e prática como um técnico superior, tanto na administração e na atividade privada na área, que foi formado.

As competências específicas listadas para o título, definir as atividades e áreas do conhecimento onde a pós-graduação pode exercer as suas qualificações.

Também completar 60 ECTS do Mestrado permite o acesso a programas de doutoramento.

objetivos

Os objectivos título geral de Mestre em Terra e Biodiversidade Ilhas Conservação são as seguintes:

  1. Formar especialistas em Biodiversidade e Conservação, permitindo o acesso ao mercado de trabalho em empregos com um elevado grau de responsabilidade ou aplicar suas idéias em um contexto de pesquisa.
  2. Proporcionar qualidade atualizadas e de alta baseada na aquisição de conhecimentos teóricos e práticos multidisciplinar necessário para o desempenho da formação pela investigação, experiência de trabalho em profissões emergentes e em expansão e gestão de entidades de gestão pública ou privada.
  3. Em suma, o conhecimento ea compreensão dos objectivos: a natureza da biodiversidade, tipos, origem, flutuações e ameaças; métodos e técnicas de preservação, gestão e utilização sustentável; preparação para o exercício profissional e do ensino da biodiversidade em seus diversos aspectos; iniciação à pesquisa, básica e aplicada, em criaturas vivas, atuais e fósseis, e em aspectos sistêmicos e evolutivos da biodiversidade.
  4. Transmitir aos alunos o respeito pelos direitos fundamentais e pela igualdade entre homens e mulheres, o respeito ea promoção dos direitos humanos, da cultura democrática e de paz, e os princípios da igualdade de oportunidades, não discriminação e acessibilidade universal Pessoas com Deficiências.

competências

competências transversais:

1. Capacidade de organização e planejamento.

2. Capacidade de análise e síntese.

3. A comunicação oral e escrita na língua nativa.

4. O conhecimento de uma língua estrangeira.

5. Conhecimentos de informática relacionados a área de estudo.

6. Capacidade de gerenciar informações.

7. Resolução de problemas.

8. A tomada de decisão.

9. trabalhos de equipa.

10. O pensamento crítico.

11. Trabalhar em uma equipe interdisciplinar.

12. Trabalhar em um contexto internacional.

13. Skills em relações interpessoais.

Reconhecimento 14. da diversidade e do multiculturalismo.

15. Compromisso ético.

16. aprendizagem autónoma.

17. adaptação a novas situações.

18. Criatividade.

19. liderança.

20. O conhecimento de outras culturas e costumes.

21. Iniciativa e empreendedorismo.

22. Motivação para a qualidade.

23. Sensibilidade às questões ambientais.

habilidades específicas:

24. Consultoria e desenvolvimento de estudos e trabalho prático sobre a biodiversidade e conservação.

25. Aplicar apropriado para o estudo e conservação das ferramentas de biodiversidade.

Análise 26. da estrutura, funcionamento e dinâmica das populações e comunidades de conservação biológica relevante.

27. Aplicação de estudos e técnicas biogeográficas para a análise da biodiversidade terrestre.

28. Aplicação dos conhecimentos e ecofisiológicos técnicas para a conservação da biodiversidade.

29. Aplicação de técnicas de análise de dados aplicar o conhecimento da biodiversidade e conservação.

30. taxonomical técnicas de análise de biodiversidade.

31. O delineamento experimental e coleta de dados para o monitoramento e análise de viabilidade de populações e comunidades.

32. Catalogação e avaliação da biodiversidade terrestre nas ilhas.

33. Aplicação de genética na determinação análise de diversidade genética e na identificação de unidades taxonómicos.

34. reconhecer e quantificar a população ea diversidade interespecífica.

35. Projeção da população por modelos preditivos para um tempo futuro e estimar a sua viabilidade.

36. Identificação, estudo e acompanhamento das causas que afetam a conservação dos seres vivos.

37. espécies Categorizar em perigo.

38. avaliar a vulnerabilidade da biota ilha.

39. Propor medidas políticas que melhoram as chances de sobrevivência das populações.

40. Propor ações contra problemas de conservação.

41. Desenvolver projetos de pesquisa no campo da Ecologia Terrestre, biodiversidade e conservação.

avaliação de impacto 42. técnicas quantitativas nas comunidades terrestres e as populações.

43. Conflitos detectar, diagnosticar, projetar e desenvolver projetos de restauração ecológica com vista a preservar a biodiversidade.

Análise 44., diagnóstico, avaliação e monitorização de populações de espécies em vias de extinção.

45. Reconhecimento, estudo, o controle e erradicação de espécies invasivas.

46. ​​diagnosticar, planejar e resolver problemas ambientais causados ​​por espécies invasoras.

47. Avaliar a condição de áreas naturais como base para a gestão.

48. reservas projeto levando em conta os princípios da biogeografia de ilhas.

Gestão 49., inventário e análise com Sistemas de Informação Geográfica (SIG) geração de análise de modelos preditivos, gerenciamento avançado e procedimentos de análise de informação da biodiversidade territorial e geração de cartografia temática.

50. A combinação de mapas temáticos para gerar novas informações sobre as áreas do conhecimento, gestão, conservação e manejo de espécies, comunidades e ecossistemas.

Desenvolvimento 51. e implementação de planos de recuperação de espécies.

52. Conhecimento e aplicação de instrumentos legais para garantir a gestão e conservação de espécies animais e vegetais ameaçadas ou não.

53. Capacidade de usar recursos fornecidos pela etnobotânica para a manutenção da biodiversidade.

54. Avaliar a importância das relações planta-animal em sistemas de ilha e sua importância na conservação da biodiversidade.

55. polínicos gerenciar e interpretar os dados em sua taxonômica, paleobotánica e aspectos paleoclimáticos em relação ao conhecimento da biodiversidade e sua evolução.

56. Avaliar e propor medidas de conservação e restauração do solo.

57. Projeto métodos de luta contra a erosão ea desertificação.

58. Avaliar o ambiente físico com a finalidade de conservar a biodiversidade.

Orientação e tutoria

No âmbito do procedimento PR-10 "Estudante Orientação" referidas no manual da Faculdade de Biologia plano de orientação anual de qualidade estabelece o aluno inclui anfitrião ações, o plano tutorial qualificações de orientação acadêmica e apoio à formação. O plano de acção tutorial vai ter um professor que irá trabalhar tutor pessoal. A atribuição de tutores será feita pelos departamentos envolvidos no ensino. Suas funções será a de incentivar os alunos na reflexão, diálogo, aprendizagem autónoma, a participação na instituição e o uso de recursos de treinamento. Guiá-lo em seus estudos e em seu processo de aprendizagem. Ajudá-lo a criar o seu próprio currículo de formação. Também fornecer orientações sobre a tomada de decisões acadêmicas e de carreira.

Finalmente, dependendo do tutor é estabelecer padrões de organização, coordenação e acompanhamento das atividades tutoriais. A realização destes objectivos requer, necessariamente, um conhecimento preciso das dificuldades e problemas que enfrentam os alunos durante os seus estudos, e o estabelecimento de mecanismos de resolução ou, pelo menos, fornecer orientação para o aluno que permitir que a decisão que for mais conveniente.

práticas externas

práticas externas (PE) são especificamente voltadas para a implementação de conteúdos de formação adquirida na fase de ensino nas práticas de gestão e conservação da biodiversidade.

Estes PE também desenvolver as competências adquiridas pelo aluno, ambos habilidades básicas, como grande parte das competências transversais [1-23] e, dependendo da instituição de acolhimento ou empresa ea atividade desempenhada, alguns dos título habilidades específicas possuir [24-58].

Desenvolvimento de PE apresentamos estas convenções e cartas de aceitação solicitadas pela Comissão de Pós-Graduação ULL. Além destes, os alunos podem beneficiar de acordos específicos estabelecidos a partir de acordos de colaboração incluídos no Programa de Cooperação Educacional da Faculdade de Biologia.

praticar a tarefa em mãos, deve ser necessariamente ligadas aos poderes do curso.

O PE deve atender aos seguintes requisitos:

  • Realizado em uma empresa ou instituição ligada a questões de habilidades específicas do Mestre com a Universidad de La Laguna assinou um acordo.
  • Que o trabalho de tutoria, em cada caso, ser tomadas de forma coordenada por um professor do Mestre nomeado pelo Comitê Acadêmico do Mestre e um tutor da empresa ou instituição, que será a pessoa encarregada de instrução de estudante ea pessoa entre em contato com o Mestre.
  • Práticas são realizadas em regime cronograma estabelecido pela empresa ou instituição.
  • O estudante aplicando práticas devem ter concluído pelo menos 51 ECTS de disciplinas obrigatórias dos dois primeiros semestres dos Mestres (85% de seus súditos ECTS).
  • Coordenador prática fez bem público com antecedência a relação de lugares em diferentes empresas ou instituições que assinaram o acordo necessário para o desenvolvimento de PE.
  • A prioridade na escolha pelos alunos com base em notas obtidas durante o desenvolvimento do mestre e para esse fim, a Comissão Acadêmica publicará a lista de estudantes ordenados por sua classificação.
  • Avaliação do PE ser feita de acordo com os critérios de avaliação estabelecidos no Guia do Professor correspondente e o relatório do fixador externo, que faz parte da empresa ou instituição que aceitou o aluno. avaliação tutor externo valerá 60% eo tutor interno, com base em práticas relatam apresentar, até 40%.

coordenador de estágios:

As funções de coordenador PE:

  • Localize e selecione instituições e empresas para o desenvolvimento de PE. Os acordos devem ser assinados pelo Reitor da Universidade ou seu delegado.
  • planejamento PE e preparar material informativo.
  • PE disseminar acordo com o processo PR-27, "Informação Pública".
  • Assegurar a execução de ações de Estudante Orientação no desenvolvimento de PE, de acordo com a PR-10 procedimento "Estudante Orientação".
  • Estar em contato com os tutores PE seguintes desenvolvimento adequado dos mesmos. Para o efeito, irá realizar reuniões regulares com eles, pelo menos no início e metade deles.
  • Assegurar a coordenação entre tutores internos e externos. Esses tutores terá pelo menos uma reunião inicial antes de iniciar a atividade e reuniões regulares para monitorar o progresso das atividades.

Lista de possíveis centros ou instituições para práticas externas:

instituições e centros de canários

  • Parque Nacional de Teide
  • Nacinal Parque La Caldera
  • Parque Nacional de Garajonay
  • Parque Nacional de Timanfaya
  • IPNA- CSIC. A Lagoa.
  • "ICIA Valle de Guerra (La Laguna).
  • Jardim Botânico de Puerto de la Cruz ".
  • Instituto Universitário de Doenças Tropicais e Saúde Pública
  • Jardim Botânico Canario Viera y Clavijo (Cabildo de Gran Canaria)
  • Ilha dos Museus de Ciências Naturais da S / C de Tenerife (Conselho Tenerife)
  • Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território das Ilhas Canárias.
  • Agência das Canárias para o Desenvolvimento Sustentável e Mudança Climática
  • Área de Meio Ambiente do Cabildo de El Hierro
  • Conselho da Área de Meio Ambiente da La Palma
  • Área de Meio Ambiente do Cabildo de La Gomera
  • Área de Meio Ambiente do Cabildo de Tenerife
  • Área de Meio Ambiente do Cabildo de Gran Canaria
  • Área de Meio Ambiente do Cabildo de Fuerteventura
  • Área de Meio Ambiente do Cabildo de Lanzarote
  • Área Conselhos Ambiente

instituições e centros da Macaronésia

  • Jardim Botânico da Madeira. Funchal.
  • Jardim Botânico do Faial - Açores
  • Universidade da Madeira (Departamento de Biologia). Funchal.
  • DEQ. Estação Florestal Nacional. Oeiras. Portugal.
  • Departamento de Protecção de Plantas e ecologia vegetal. Instituto Superior de Agronomia. Lisboa, Portugal.
  • Universidade dos Açores. Departamento de Ciências Agrárias e Ambiente.

outros

  • A Faculdade de Biologia estabeleceu acordos-quadro com várias outras instituições e também continuar com a tarefa de estabelecer novos contatos com instituições, centros e empresas.

Dissertação de Mestrado

O estudante vai fazer um projeto individual, memória ou estudar para desenvolver e aplicar conhecimentos e competências adquiridos no âmbito do Mestrado aplicada a um assunto ou linha de pesquisa que é de interesse.

Será realizado sob a supervisão do tutor / a designado pelo Comitê Acadêmico do Mestre. Disse Comissão acompanhará a adequação do projeto para créditos ECTS indicados em aulas de planejamento.

A avaliação consistirá na apresentação e defesa do tribunal.

Tal tribunal será composto por três membros, dos quais o Presidente eo Secretário serão comuns para todos os projetos defendidos no mesmo ano lectivo ea sua posição terá a duração de um ano. Com essa homogeneidade critérios são garantidos. O terceiro membro do tribunal será um Mestre professor especialista na pesquisa, que pode ser o tutor. A nomeação dos membros do tribunal deverão ser suportados pelo Comitê Acadêmico do Mestre. Preparando Dissertação de Mestrado também ajudam o aluno a completar a aquisição de competências transversais em relação à capacidade de saber como comunicar as suas conclusões, conhecimentos e princípios subjacentes estes, para especialistas e não-especialistas, de forma clara e sem ambiguidades e concluir as habilidades específicas relacionadas com a pesquisa do seu trabalho.

Comitê Acadêmico do Mestre fará pública com antecedência, a relação de Tese trabalho do Mestre oferecidos, propostos pelos professores do mestre, e que será sempre maior do que o número de alunos matriculados. O trabalho será individualmente diferente. A prioridade na escolha pelos alunos com base em notas obtidas durante o desenvolvimento do mestre e para esse fim, a Comissão Acadêmica publicará a lista de estudantes ordenados por sua classificação. Exposição datas de Dissertação de Mestrado serão convenientemente publicadas pelo Comitê Acadêmico no início do ano lectivo.

oportunidades de carreira

O graduado do mestre será Terra especialista e Biodiversidade Ilhas Conservação e será capaz de realizar pesquisa e prática como um técnico superior, tanto na administração e na atividade privada na área, que foi formado. Também disse Mestre permite o acesso a programas de doutoramento.

Programa ministrado em:
Espanhol

Ver mais 24 programa(s) oferecido(s) por Universidad de La Laguna »

Este curso é No câmpus
Data de início
Set. 2019
Duration
3 meses
Período integral
Por local
Por data
Data de início
Set. 2019
Data de término
Prazo para inscrição

Set. 2019