Escolas e Universidades no Portugal

Melhores Escolas e Universidades no Portugal 2017

Nesta página você pode procurar por universidades, faculdades e escolas de negócios na Portugal. Você vai encontrar facilmente todas as informações sobre as melhores universidades classificadas na Portugal. Clique em "Leia mais " para uma descrição detalhada da universidade e uma visão geral dos programas de estudo oferecidas.

Encontre universidades na Portugal e navegar através de seus programas para encontrar os que mais lhe agradam. Obter todas as informações sobre as várias opções de estudo na Portugal e comparar as propinas e comprimento de estudo. Você pode economizar tempo e universidades contato diretamente na Portugal: preencher o "Pedido de informação livre " formulário, que vai colocá-lo em contato com o escritório de admissões.

Iniciar a pesquisa para a sua educação futura de imediato!

46 Resultados em Portugal

Universidade do Minho - Escola de Ciências da Saúde

Portugal Braga October 2017

A Escola de Ciências da Saúde é uma unidade orgânica recente da Universidade do Minho, criada para assegurar o ensino graduado, o ensino pós-graduado, a investigação e outros serviços especializados no âmbito das Ciências da Saúde. Fundada em 2000, a Escola de Ciências da Saúde (ECS) visa formar médicos e outros profissionais de saúde ao longo da vida. A ECS oferece um currículo de medicina, com um design de currículo inovador. Este currículo abrange os principais tóp… [+] icos em Medicina e segue uma perspetiva bio-psico-social integrada, de acordo com as recomendações da maioria das comissões Nacionais e Internacionais de educação médica. A Escola também garante educação de pós-graduação e de formação nas áreas das Ciências da Saúde e Medicina, bem como, um programa de cursos avançados, tendo em conta a formação ao longo da vida, mas também permitindo a acumulação de créditos para a obtenção de um grau formal. Para cumprir a sua missão, a ECS tem um corpo docente altamente qualificado e motivado, constituído por cerca de 80 membros, dos quais 50% são doutores e 70% são médicos, os quais são investigadores no Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde - ICVS). A ECS integra um instituto de investigação (ICVS) que engloba 3 principais domínios de investigação (Neurociências, Ciências Cirúrgicas e Microbiologia e Infeção) com mais de 200 investigadores, que já publicou cerca de 1000 artigos em revistas e jornais internacionais de fator de impacto relevante, desde 2003 (ano em que foi criado). O ICVS está associado a um parceiro estratégico, o Grupo de Investigação 3B’S - Biomateriais, Materiais Biodegradáveis ​​e Biomimética (3B’S). O Laboratório Associado ICVS/3B’S (LA) centra as suas atividades em Ciências da Saúde, nomeadamente em Biomedicina e Ciências Clínicas, em Ciências Biomédicas & Engenharia/Ciência dos Materiais e Engenharia (Biomateriais). Esta interface Ciências da Saúde/Tecnologia tem como objetivo gerar valor através do desenvolvimento de produtos e serviços inovadores, resultantes da investigação internacional altamente competitiva. Essa parceria resultou em várias empresas spin-off de desenvolvimento de dispositivos médicos e cirúrgicos e soluções de software. Em 2012, estabeleceu-se uma parceria do ICVS/3B com o Hospital de Braga com o Centro Clínico Acadêmico (2CA-Braga), uma organização sem fins lucrativos com foco na investigação, cuidados clínicos, educação e formação. O 2CA-Braga oferece uma gama completa de serviços de investigação clínica, com uma infra-estrutura de amplo espectro e com total apoio técnico a projetos de investigação, ensaios clínicos e estudos de validação de dispositivos médicos. Neste momento, o 2CA-Braga é responsável por 40% de todos os ensaios clínicos realizados em Portugal. [-]


Universidade do Minho - Instituto de Letras e Ciências Humanas

Master Mestrado em Ciências Humanas (MA) Portugal Braga September 2016

O Instituto de Letras e Ciências Humanas é uma unidade orgânica permanente da Universidade do Minho, homóloga das Faculdades de Letras, que tem por finalidade assegurar a investigação, o ensino, e outros serviços especializados, no domínio das Letras e Ciências Humanas, em articulação com as restantes estruturas da Universidade e de acordo com os objectivos gerais definidos nos seus Estatutos. A nível internacional, o Instituto mantém contactos e intercâmbios permanentes, … [+] quer com Universidades da União Europeia, quer com outras Universidades, com base em Protocolos efectuados para o efeito, acompanhando e participando activamente na vida universitária internacional. A prossecução dos objectivos do Instituto é assegurada por órgãos que têm por finalidade a direcção, o desenvolvimento e a gestão das suas actividades, nas dimensões cultural, científica, pedagógica e de serviços, bem como a gestão administirativa e financeira. Órgãos do Instituto Conselho do Instituto Presidente do Instituto Conselho Científico Conselho Pedagógico Conselho Consultivo Presidente: Eunice Maria da Silva Ribeiro Professora Catedrática Vice-Presidentes: Maria Cristina Daniel Álvares Professora Associada c/ Agregação Joaquín Nuñez Sabarís Professor Associado Ana Lúcia Carmo Almeida Amaral Curado Professora Auxiliar Mensagem do Presidente Bem-vindo/a ao Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH)! Enquanto Escola da Universidade do Minho (UM) consagrada ao ensino, aprendizagem e investigação em diversas áreas das Ciências Humanas e das Artes, o ILCH conta atualmente com uma ampla gama de oferta formativa nos domínios das Ciências da Linguagem, das Literaturas e das Culturas, da Filosofia e dos Estudos Artísticos. Situado no Campus de Gualtar da Universidade do Minho, no Edifício dos Congregados (Avenida Central, Braga), onde decorre a Licenciatura em Música, e em Guimarães, cidade que acolhe a Licenciatura em Teatro, o ILCH apresenta-se como um espaço multicultural e multilingue, com docentes e estudantes oriundos de diferentes países e geografias culturais e em que se realiza um grande número de projetos de cooperação nacional e internacional. A oferta curricular do Instituto inclui com efeito um leque alargado de cursos de graduação e de pós-graduação desde a Filosofia à Linguística e às Línguas Aplicadas, passando pelos Estudos Lusófonos, pelos Estudos Comparados, pelas Línguas e Literaturas Europeias e pelos Estudos Orientais, a que se acrescentaram mais recentemente os cursos de Música e de Teatro. Participa além disso num grande número de outras licenciaturas da universidade, quer através de unidades curriculares de línguas e culturas, quer através dos cursos livres de Línguas Estrangeiras ou de Português Língua Estrangeira promovidos pelo BabeliUM - Centro de Línguas com progressiva implantação no tecido académico e social. O trabalho de investigação desenvolvido no ILCH integra-se no Centro de Estudos Humanísticos (CEHUM), centro de investigação financiado pela FCT avaliado como Excelente, e responsável pela revista Diacrítica, publicação científica indexada na base de dados internacional SciELO, com periodicidade anual, distribuída por três séries (Ciências da Linguagem, Ciências da Literatura, Filosofia e Cultura) . Ao longo do ano, o ILCH desenvolve um grande número de iniciativas de carácter cultural e científico dedicadas à comunidade universitária e à sociedade em geral. Estas actividades de extensão, promovidas pelos Departamentos, pelo CEHUM e pelo BabeliUM, acontecem regularmente e incluem desde acções de formação e cursos livres, a oficinas diversas, conferências, seminários, espetáculos e exposições. Realizam-se periodicamente masterclasses de Música no Edifício dos Congregados, dirigidos por professores de renome internacional, seminários abertos de Literatura e de Linguística, clubes de leitura literária e filosófica, concertos e performances teatrais em diferentes espaços culturais da região. Como espaços por excelência de criação, de experimentação e de crítica das ideias, como lugares de conceção de formas alternativas de existência contra as matrizes institucionalizadas, a Filosofia, as Literaturas, as Artes detêm um papel central na formação de um sujeito livre e de um cidadão social, moral e intelectualmente responsável. A política de multilinguismo abraçada pelo ILCH sustenta-se no entendimento das línguas como pátrias ou ‘mátrias’ de cultura e instrumentos indispensáveis para o diálogo intercultural. passando necessariamente pela defesa e pela promoção da Língua Portuguesa face a modelos tendencialmente hegemónicos. O ILCH encontra-se, desta feita, intimamente comprometido com a missão assumida pela UM de «construção de um modelo de sociedade baseado em princípios humanistas», capaz de fornecer a consciência histórica global indispensável à afirmação da liberdade individual e coletiva. Nas diferentes secções desta página poderá encontrar informação detalhada e atualizada sobre a vida do Instituto de Letras e Ciências Humanas. Se não encontrar a informação que procura, não hesite em contactar-nos. [-]


Universidade do Minho - Instituto de Educação

Master Portugal Braga September 2016

O Instituto de Educação (IE) é uma unidade orgânica da Universidade do Minho (UM) criada em 2009 pela junção do Instituto de Estudos da Criança (IEC) e do Instituto de Educação e Psicologia (IEP), na sua componente de Educação. De acordo com os seus Estatutos, o IE tem por missão desenvolver projectos de ensino, de investigação e de interacção com a sociedade na área abrangente da Educação, contribuindo dessa forma para o desenvolvimento e o bem-estar dos indivíduos, dos gr… [+] upos, das organizações educativas e da sociedade. A actividade de ensino do IE reparte-se por cursos de licenciatura, mestrado e doutoramento, próprios ou partilhados com outras Escolas da UM. Abrange, ainda, estágios científicos avançados, doutoramentos em parceria com universidades estrangeiras e pós-doutoramentos. Em articulação com as actividades de ensino, a investigação desenvolvida no IE centra-se nos processos, agentes e contextos de educação, ensino, aprendizagem, formação e desenvolvimento sócio-educativo. As actividades de interacção com a sociedade, envolvendo, por exemplo, cursos de formação contínua, estudos e pareceres, são uma forma de colocar à disposição da comunidade os saberes e as competências dos docentes e investigadores do Instituto. Os diversos projectos do IE estendem-se para além do contexto nacional, sendo que no âmbito internacional merece algum destaque a cooperação com os países mais próximos em termos culturais e linguísticos, como é o caso dos Países de Língua Oficial Portuguesa. Para a concretização da sua Missão, o IE estabelece parcerias com instituições nacionais e estrangeiras que visem o enriquecimento mútuo e a consecução de objectivos comuns. Missão O Instituto de Educação é a unidade orgânica de ensino e investigação da Universidade do Minho que tem por missão desenvolver projectos de ensino, de investigação e de interacção com a sociedade na área de conhecimento da Educação e domínios afins. O Instituto de Educação perfilha um entendimento da Educação como domínio científico e profissional que, num quadro de valorização da transdisciplinaridade, visa gerar, difundir e aplicar conhecimento sobre os múltiplos contextos, discursos, sujeitos e processos que configuram a educação como campo de investigação e de práticas, contribuindo para a promoção da cidadania democrática e para o desenvolvimento e bem-estar dos indivíduos, dos grupos, das organizações e da sociedade. Objectivos O cumprimento da missão referida no artigo anterior é garantido pela existência de um projecto científico, pedagógico e de intervenção diferenciado, sustentável e de qualidade, levado a cabo pela unidade orgânica, servida por subunidades orgânicas definidas de forma consistente e adequadamente estruturadas, e visando os objectivos seguintes: a formação universitária ao mais alto nível, através de uma oferta educativa diversificada que compreende a formação graduada e pós-graduada, bem como formação não conducente a grau, inicial e contínua, de educadores, professores e outros técnicos e agentes de formação e intervenção socioeducativa para todos os níveis do sistema educativo, escolar e não escolar, bem como para todos os sectores de actividade que integram valências de educação, formação e aprendizagem ao longo de toda a vida; a realização de investigação sistemática e organizada, num quadro de referência internacional, em educação formal, não formal e informal, incluindo designadamente: os valores, as ideias e os sistemas pedagógicos; os contextos históricos, socioculturais e organizacionais, as práticas socioeducativas; as formas, os métodos, as tecnologias e as práticas comunicativas; o currículo e a avaliação; a aprendizagem e o desenvolvimento humano; os indivíduos e os grupos, formandos ou formadores, abarcando a multiplicidade dos processos de educação, formação e aprendizagem ao longo de toda a vida; a transferência, o intercâmbio e a valorização dos conhecimentos científicos e pedagógicos, através do desenvolvimento de projectos de intervenção e de cooperação a nível regional, nacional e internacional, da realização de programas e acções de educação e formação contínua, no quadro mais geral de uma interacção permanente com a sociedade, numa base de valorização recíproca; o intercâmbio científico, pedagógico e cultural com instituições e organizações nacionais e estrangeiras, através da mobilidade de estudantes, docentes, investigadores e pessoal não docente, de parcerias de ensino, de investigação e de outras acções de cooperação internacional, com destaque para os países de língua oficial portuguesa; a promoção de actividades que possibilitem o acesso e a fruição de bens culturais por todas as pessoas e grupos, internos e externos ao Instituto e à Universidade. [-]


Universidade do Minho - Instituto de Ciências Sociais

Master Portugal Braga September 2016

Desde a fundação da Universidade, o ICS participou ativamente no lançamento de cursos de bacharelato, de licenciatura e de mestrado nos domínios da História, Arqueologia, Sociologia, Ciências da Comunicação, Antropologia e Geografia. Atualmente, conta com uma população estudantil de cerca 800 alunos, distribuídos por cinco licenciaturas - Arqueologia; Ciências da Comunicação; Geografia e Planeamento; História e Sociologia. Tem ainda sob a sua responsabilidade 644 estudantes… [+] de pós-graduação, 415 de Mestrado e 229 de doutoramento. O Instituto está organizado em Centros de Investigação e Departamentos, integrando os Departamentos de Ciências da Comunicação, História, Geografia e Sociologia. A investigação e outros serviços especializados no âmbito das Ciências Sociais desenvolvem-no no âmbito de três unidades de investigação: Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS); Centro de Investigação em Ciências Sociais (CICS) e Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória (CITCEM). Com presença nos dois campi da Universidade do Minho, o Instituto funciona no Campus de Gualtar, em Braga, onde está sediada a Presidência e os Departamentos de Ciências da Comunicação, História e Sociologia, assim como os correspondentes projetos de ensino e unidades de investigação. No Campus de Azurém funciona o Departamento de Geografia. MISSÃO O Instituto tem como missão gerar, difundir e aplicar conhecimento no âmbito das Ciências Sociais e domínios afins, assente na liberdade de pensamento, promovendo a educação superior e contribuindo para a construção de um modelo de sociedade baseado em princípios humanistas, que tenha o saber, a criatividade e a inovação como factores de crescimento, desenvolvimento sustentável, bem-estar e solidariedade. O cumprimento da missão é realizado num quadro de referência internacional, com base na centralidade da investigação e da sua estreita articulação com o ensino, mediante a prossecução dos seguintes objectivos: a) a formação humana ao mais alto nível, nas suas dimensões ética, cultural, científica, artística, técnica e profissional, através de uma oferta educativa diversificada, da criação de um ambiente educativo adequado, da valorização da actividade dos seus docentes, investigadores e pessoal não docente e não investigador, e da educação pessoal, social, intelectual e profissional dos seus estudantes, contribuindo para a formação ao longo da vida e para o exercício de uma cidadania activa e responsável; b) a realização de investigação e a participação em instituições e eventos científicos, promovendo a busca permanente da excelência, a criatividade como fonte de propostas e soluções inovadoras e diferenciadoras, bem como a procura de respostas aos grandes desafios da sociedade; c) a transferência, o intercâmbio e a valorização dos conhecimentos científicos e tecnológicos produzidos, através da prestação de serviços à comunidade, da realização de acções de formação contínua e do apoio ao desenvolvimento; d) a promoção de actividades que possibilitem o acesso e a fruição de bens culturais por todas as pessoas e grupos, internos e externos ao Instituto; e) o intercâmbio cultural, científico e técnico com instituições e organismos nacionais e estrangeiros, através da mobilidade de estudantes, docentes e pessoal não docente e não investigador, do desenvolvimento de programas educacionais e da investigação com base em parcerias, da contribuição para a cooperação internacional, com especial destaque para os países europeus e de língua oficial portuguesa, e da construção de um ambiente multilinguístico no Instituto; f) a interacção com a sociedade, através de contribuições para a compreensão pública da cultura, da análise e da apresentação de soluções para os principais problemas do quotidiano, e de parcerias para o desenvolvimento social e económico, nos contextos regional, nacional ou internacional; g) a contribuição para o desenvolvimento social e económico da região em que se insere e para o conhecimento, defesa e divulgação do seu património natural e cultural; h) a promoção da sua sustentabilidade institucional e da sua competitividade no espaço global. Departamentos O Instituto de Ciências Sociais é constituído pelos seguintes Departamentos: Departamento de Ciências da Comunicação Departamento de Geografia Departamento de História Departamento de Sociologia [-]


Universidade do Minho - Escola Superior de Enfermagem

Portugal Braga September 2016

A Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Minho (ESE-UMinho) é uma unidade orgânica de ensino e investigação-UOEI de natureza politécnica que assegura o ensino graduado, pós-graduado, investigação e outros serviços especializados no âmbito da Enfermagem. É uma estrutura com órgãos e pessoal próprios através da qual a Universidade faz a afirmação da sua missão, na área do conhecimento da Enfermagem e domínios afins, com especial ênfase nas dimensões do ensino e da invest… [+] igação. Congrega recursos humanos e materiais adequados ao desenvolvimento das suas atividades pedagógicas, científicas e técnicas no âmbito de projetos autónomos ou em parceria com outras unidades, que se enquadrem na missão e objetivos da Universidade. Constitui uma referência nacional e internacional no Ensino da Enfermagem, tendo recebido o Prémio de Honra à Excelência Educativa em 2006, atribuído pelo Conselho Ibero-Americano em Honra da Qualidade Educativa. O ensino carateriza-se pelo rigor e pela exigência, sendo um ensino de proximidade, tutorado em permanência. Investir numa formação sólida de base que promova o desenvolvimento científico, técnico, cultural, pessoal e ético dos estudantes tem sido uma preocupação constante a par de um forte investimento na aposta da formação pós-graduada em Enfermagem. A Escola Superior de Enfermagem é membro da ALADEFE (Asociación Latinoamericana de Escuelas y Facultades de Enfermeria A.C.) desde setembro de 2012. A Escola Superior de Enfermagem recebeu em agosto de 2013, no México, o Prêmio Sapientiæ a Excelência Educativa, outorgado pela Organização das Américas para a Excelência Educativa (ODAEE), obtendo, mais uma vez, reconhecimento internacional pela demonstração e pelos interesses contínuos em brindar uma formação de qualidade em benefício da comunidade a que pertence. A Professora Maria Isabel Gomes Lage, atual Presidente da Escola Superior de Enfermagem, foi também galardoada, no âmbito do I CLIEEC, uma medalha condecorativa e respetivo diploma de Destaque na Gestão da Qualidade Educativa, que vem a ser “o justo merecimento à sua tenacidade profissional manifestada na direção de sua instituição acadêmica, por sua intencionalidade de estabelecer alianças profissionais e institucionais canalizadas a fortalecer o conhecimento e a experiência educativa; por sua sensatez no ato de coordenar a equipe administrativa e acadêmica de sua instituição e por sua valiosa participação nos diversos cursos e capacitações a nível internacional”, afirma o Dr. Ubaldo Meza Ricardo, Presidente da ODAEE. Recebeu ainda a medalha “El Flechador del Sol”, outorgada pela Universidad de Cuautitlán Izcalli e pela Organização das Américas para a Excelência Educativa, que representa o reconhecimento às ações que beneficiam significativamente o sistema educativo das nações, em virtude de sua destacada trajetória académica. A Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Minho recebeu também, no dia 5 de dezembro de 2012, a Medalha Municipal de Mérito - Grau Ouro, atribuída pela Câmara Municipal de Braga, em reconhecimento do seu prestígio institucional. Em termos de oferta formativa, a ESE-UMinho possui a Licenciatura em Enfermagem, Mestrados em Enfermagem e em Enfermagem da Pessoa em Situação Crítica, Cursos de Pós-Graduação, Cursos de Pós-Licenciatura e Cursos de Curta Duração. missão e objetivos A Escola tem como missão gerar, difundir e aplicar conhecimento no âmbito da Enfermagem e domínios afins assente na liberdade de pensamento e na pluralidade dos exercícios críticos, promovendo a educação superior e contribuindo para a construção de um modelo de sociedade baseado em princípios humanistas, que tenha o saber, a criatividade e a inovação como fatores de crescimento, desenvolvimento sustentável, bem-estar e solidariedade. O cumprimento da missão é realizado num quadro de referência internacional, com base na centralidade da investigação e da sua estreita articulação com o ensino, mediante a prossecução dos seguintes objetivos: a) A formação humana ao mais alto nível, nas suas dimensões ética, cultural, científica, estética e técnica, através de uma oferta educativa diversificada, da criação de um ambiente educativo adequado, da valorização da atividade dos seus docentes, investigadores e pessoal não docente e não investigador, e da educação pessoal, social, intelectual e profissional dos seus estudantes, contribuindo para a formação ao longo da vida e para o exercício de uma cidadania ativa e responsável; b) A realização de investigação e a participação com instituições e em eventos científicos, privilegiando a busca permanente da excelência, a criatividade como fonte de propostas e soluções inovadoras e diferenciadoras, bem como a procura de respostas aos grandes desafios da sociedade; c) A transferência, o intercâmbio e a valorização dos conhecimentos científicos e tecnológicos produzidos, através do desenvolvimento de soluções aplicacionais, da prestação de serviços à comunidade, da realização de acções de formação contínua e do apoio ao desenvolvimento, numa base de valorização recíproca e de promoção do empreendedorismo; d) A promoção de actividades que possibilitem o acesso e a fruição de bens culturais por todas as pessoas e grupos, internos e externos à Escola; e) O intercâmbio cultural, científico e técnico com instituições e organismos nacionais e estrangeiros, através da mobilidade de estudantes, docentes e pessoal não docente e não investigador, do desenvolvimento de programas educacionais e da investigação com base em parcerias, da contribuição para a cooperação internacional, com especial destaque para os países europeus e de língua oficial portuguesa, e da construção de um ambiente multilinguístico na Escola; f) A interacção com a sociedade, através de contribuições para a compreensão pública da cultura, da análise e da apresentação de soluções para os principais problemas do quotidiano, e de parcerias para o desenvolvimento social e económico, nos contextos regional, nacional ou internacional; g) A contribuição para o desenvolvimento social e económico da região em que se insere e para o conhecimento, defesa e divulgação do seu património natural e cultural; h) A contribuição para a promoção da sua sustentabilidade institucional e da sua competitividade no espaço global; i) A promoção do associativismo académico e, no quadro legal em vigor, o reconhecimento da Associação de Estudantes da Escola Superior de Enfermagem, doravante designada abreviadamente por Associação, que se rege por estatutos e regulamentos próprios, como organização que tem por missão representar os estudantes da Escola; j) A colaboração com a Associação nos termos determinados pela legislação aplicável, nomeadamente, proporcionando condições para a afirmação da actividade associativa; k) O acompanhamento dos ex -alunos através da criação de um observatório que dê continuidade ao intercâmbio científico e cultural e cooperação a diferentes níveis. [-]


Universidade do Minho - Escola de Psicologia

Master Portugal Braga September 2016

A Escola de Psicologia da Universidade do Minho posiciona-se estrategicamente num quadro de referência internacional, procurando diferenciar-se enquanto instituição académica de referência na promoção de uma visão da Psicologia como ciência de base experimental e como uma prática profissional de base científica. Este posicionamento estratégico reflecte-se, desde logo, na estruturação das subunidades departamentais da Escola de Psicologia. A Escola apresenta uma estrutura… [+] bi-departamental, constituída pelos Departamentos de Psicologia Básica e Psicologia Aplicada. A constituição destes dois Departamentos tem um objectivo estratégico fundamental possibilitar a gestão dos recursos e projectos da Escola de modo a promover um equilíbrio de ensino e investigação entre as áreas de psicologia básica e psicologia aplicada. Uma visão da psicologia como uma ciência básica de forte relevância social a par de uma prática profissional de base científica, tem implicações na forma como são, estrategicamente, enquadrados os projectos da Escola: - Projectos de Ensino – Dois projectos de ensino – Mestrado Integrado em Psicologia e Curso Doutoral em Psicologia - voltados para a formação superior e avançada em termos científicos e científico-profissionais. - Projectos de Investigação – Um Centro de Investigação (CIPsi) que enquadra docentes e investigadores da Escola e que tem como missão central a promoção da investigação básica e experimental em psicologia bem como contribuir para a fundamentação científica da psicologia aplicada. - Projectos de Interacção com a sociedade – Um Serviço de Psicologia que constitui a plataforma de interface entre a Escola e a comunidade e através do qual se procura a disseminação de serviços de excelência (práticas de base científica), bem como a inovação e validação de práticas psicológicas [-]


Universidade do Minho - Escola de Direito

Portugal Braga September 2016

A origem mais distante da criação da Escola de Direito (ED) deve procurar-se no momento da fundação da Universidade do Minho (UMinho). O primeiro Reitor, Professor Doutor Carlos Lloyd Braga, em sessão ocorrida na Associação Jurídica de Braga, em 6 de Abril de 1974, previu a criação de um Departamento de Ciências Jurídicas (Diário do Minho, de 7/4/1974). Da Comissão Instaladora da Universidade, em vista deste objetivo​, também fez parte o Professor Doutor Diogo Freitas do… [+] Amaral. O impulso mais decisivo para a criação da Escola de Direito foi a atitude do Professor Doutor Sérgio Machado dos Santos em ter incluído esse propósito no "Programa de Ação", datado de Março de 1990, que serviu de base à sua candidatura e eleição a Reitor da UMinho. Nesse programa podia ler-se (pp. 13/14), como objetivo programático, "o estudo e arranque de cursos em novas áreas do saber, nomeadamente do Direito". Entre 1990 e 1993 foi constituída uma equipa de trabalho, dirigida pelo Professor Doutor António Cândido de Oliveira, incumbida de elaborar a proposta de criação da Licenciatura em Direito. No dia 1 de Fevereiro de 1993, o Senado Universitário aprovou, por unanimidade e aclamação, a Licenciatura em Direito. Estavam criadas as bases da terceira Escola de Direito pública do país - a seguir à Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e à Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa - que entrou em funcionamento no ano letivo de 1993/1994. A criação da Licenciatura foi acompanhada, desde o início, pela institucionalização de um estrutura orgânica que correspondia a uma Escola em instalação, com um regulamento especial em que o Conselho Científico era presidido por um Vice-Reitor. Deste Conselho Científico fizeram parte Ilustres Professores das Faculdades de Direito de Universidades públicas do País, da Faculdade de Direito do Porto da Universidade Católica, das Faculdades de Direito das Universidades de Santiago de Compostela e da Corunha e de outras Escolas da Universidade do Minho. O trabalho dedicado destes Professores e a competente Presidência dos dois Vice-Reitores (Professor Doutor Vítor Aguiar e Silva e Professor Doutor Acílio Rocha) foram determinantes para a maturação científica da Escola. A Escola de Direito, em 2005, adquiriu o Estatuto de Escola com autonomia plena. O sentido de autonomia reveste aqui um significado importante, mas relativo. O trabalho de consolidação de uma Escola é um trabalho muito longo que, para continuar a ser auspicioso, como tem sido, exige constante empenhamento e sentido de responsabilidade de todos os docentes, estudantes e funcionários. Uma breve nota para salientar que todo o enorme esforço posto na qualificação dos docentes permitiu alcançar um resultado muito relevante: é a terceira Faculdade de Direito do país em número de docentes com o grau de doutor. Foi, ainda, a primeira Faculdade de Direito pública que, no ano letivo de 2006/07, iniciou uma Licenciatura em Direito com um plano de estudos adequado a Bolonha. Este plano de estudos tem a duração de quatro anos (8 semestres), conferindo o grau de Licenciado em Direito. Nestes quatro anos é assegurada ao aluno a formação estruturante necessária a um Jurista. O objetivo da Licenciatura em Direito é, fundamentalmente, o de formar juristas com sólidos conhecimentos de base, capazes de desempenhar as funções que tradicionalmente lhes são confiadas, nomeadamente na Magistratura, Advocacia, Administração Pública, Registos e Notariado e Polícia Judiciária, bem como para o exercício de atividades mais inovadoras, em clara expansão, como o aconselhamento e fundamentação de decisões nas organizações privadas e públicas, nacionais e internacionais. A Escola de Direito está sediada no Campus de Gualtar da Universidade do Minho, em Braga, dispondo de instalações próprias, num edifício da autoria do Arquiteto José Gomes Fernandes. Na Escola de Direito destacam-se os seguintes espaços: Uma sala de atos; Dois auditórios; Quatro salas de aulas de seminário; Uma sala de simulação de audiências; A biblioteca de Direito; A biblioteca Salgado Zenha; O centro de documentação do CeJur; Sala de investigadores; As instalações dos órgãos de gestão e serviços administrativos; Os gabinetes dos docentes; As associações estudantis – Elsa Uminho e AEDUM; O CEJUR [-]


Universidade do Minho - Escola de Ciências

Master Mestrado em Ciências (MSc) Portugal Braga September 2016

A Escola de Ciências da Universidade do Minho foi criada em 1975, sendo uma Escola de referência no ensino e investigação nas diferentes áreas das Ciências Exactas e Naturais. Integra cinco Departamentos (Biologia, Ciências da Terra, Física, Matemática e Aplicações e Química) e conta com um corpo docente constituído por 191 membros, dos quais 184 são doutorados, dando resposta a uma estratégia de formação de recursos humanos altamente qualificados. A sua população es… [+] tudantil é de cerca de 1200 alunos, distribuídos pelas doze licenciaturas ministradas, e ainda cerca de 436 estudantes de Mestrado e Doutoramento. A Escola é também responsável pelo ensino de disciplinas de ciências básicas noutras licenciaturas da Universidade do Minho, envolvendo cerca de 930 alunos. A Escola de Ciências está implantada nos dois campi universitários. No campus de Gualtar, em Braga, localizam-se a administração central, assim como os Departamentos de Biologia, Ciências da Terra, Física, Matemática e Aplicações, Química e as correspondentes áreas de investigação, organizadas em Centros de Investigação. No campus de Azurém, em Guimarães, localizam-se também instalações dos Departamentos de Matemática e Aplicações, Química e Física, e as respectivas áreas de ensino e investigação. Os Departamentos da Escola de Ciências dispõem de infra-estruturas laboratoriais de qualidade, bem equipadas, que garantem um bom nível de formação dos estudantes e condições para o desenvolvimento da investigação. Através dos seus Departamentos e Centros de Investigação, a Escola promove ainda diversas actividades de extensão universitária, nomeadamente acções de formação, apoio técnico, prestação de serviços especializados e acções de divulgação da ciência e tecnologia. Estrutura Organizativa A Escola de Ciências é uma unidade orgânica de ensino e investigação da Universidade do Minho, que goza de autonomia científica, pedagógica, cultural e administrativa. Em termos de estrutura organizativa, a Escola é constituída pelos seguintes órgãos: Órgãos de Governo: Conselho de Escola Presidente Conselho Científico Conselho Pedagógico Conselho de Gestão Órgão de Consulta: Conselho Consultivo Aos órgãos de governo compete dirigir a Escola na sua actividade científica, pedagógica e de interacção com a sociedade, bem como assegurar o planeamento e a gestão administrativa e financeira da Escola Compete ao conselho consultivo pronunciar-se sobre matérias de carácter pedagógico, científico ou de interacção com a sociedade que lhe sejam colocadas pelos órgãos de governo da Escola A Escola estrutura-se em subunidades orgânicas, que correspondem aos departamentos e centros de investigação: Departamentos: Departamento de Biologia Departamento de Ciências da Terra Departamento de Física Departamento de Matemática e Aplicações Departamento de Química Centros de Investigação: Centro de Biologia Molecular e Ambiental Centro de Ciências da Terra Centro de Física Centro de Investigação Geológica, Ordenamento e Valorização de Recursos Centro de Matemática Centro de Química Os departamentos são subunidades orgânicas permanentes de criação e transmissão do conhecimento no domínio de uma disciplina, de um grupo de disciplinas ou de grupos afins de disciplinas, constituindo, como tal, a célula base de organização científico-pedagógica e de gestão de recursos num domínio consolidado do saber. Os departamentos congregam recursos humanos e materiais associados ao ensino graduado e pós-graduado, de apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico e à divulgação da cultura, nos domínios que lhes são próprios, partilhando os recursos com os centros de investigação associados e com outras subunidades orgânicas com quem estabelecem projectos conjuntos. A actividade científica e de desenvolvimento tecnológico, no âmbito da Escola, é realizada em centros de investigação. Os centros promovem e desenvolvem projectos de investigação, reunindo actividades de natureza científica ou científico-tecnológica, que visam objectivos bem definidos, de duração limitada e de execução programada no tempo. [-]


Universidade do Minho - Escola de Arquitetura

Master Portugal Guimarães September 2016

A Escola de Arquitectura da Universidade do Minho é uma unidade orgânica de ensino e investigação que goza de autonomia académica (científica, pedagógica e cultural) e administrativa. No exercício da sua autonomia abre-se a perspectivas interdisciplinares e propõe-se desenvolver, num quadro de complementaridade de saberes, a investigação e a formação avançada, bem como promover a prestação de serviços à comunidade, em colaboração com outras unidades orgânicas e institu… [+] ições. A Escola de Arquitectura congrega recursos humanos e materiais coerentes e adequados ao desenvolvimento das suas actividades pedagógicas e científicas no âmbito de projectos autónomos ou em parceria com outras unidades, nacionais ou internacionais. A Escola de Arquitectura assegura, desde mil novecentos e noventa e seis, ainda que, então, com a designação de Departamento Autónomo de Arquitectura, a criação, divulgação e valorização do conhecimento no campo da Arquitectura. É a especificidade do ensino praticado que, ao promover um “saber integrado” – não colocando em causa as diversas autonomias disciplinares, mas ultrapassando a sua condição de mero somatório de conhecimentos – concorre para a formação de uma metodologia do Projecto indispensável ao exercício da Arquitectura nas suas múltiplas valências. Através da construção de um percurso próprio, a Escola de Arquitectura tem sabido afirmar-se num sistema onde, até há bem poucos anos, pontificavam instituições mais antigas e ancoradas nos grandes centros urbanos nacionais. A combinação equilibrada entre apostas estratégicas, mérito científico e trabalho persistente tem-lhe conseguido assegurar um inequívoco reconhecimento. Realça-se, ainda, a localização da Escola de Arquitectura no pólo da Universidade do Minho na cidade de Guimarães, dotada de um centro histórico reconhecido pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade, cidade que em 2012 foi Capital Europeia da Cultura. Missão e Objectivos A Escola de Arquitectura tem como missão gerar, difundir e aplicar conhecimento no âmbito da arquitectura e domínios afins, assente na liberdade de pensamento e na pluralidade dos exercícios críticos, promovendo a educação superior e contribuindo para a construção de um modelo de sociedade baseado em princípios humanistas, que tenha o saber, a criatividade e a inovação como factores de crescimento, desenvolvimento sustentável, bem-estar e solidariedade. O cumprimento da sua missão é realizado num quadro de referência internacional, com base na centralidade da investigação e da sua estreita articulação com o ensino, mediante a prossecução dos seguintes objectivos: a) A formação humana ao mais alto nível, nas suas dimensões ética, cultural, científica, artística, técnica e profissional, através de uma oferta educativa diversificada, da criação de um ambiente educativo adequado, da valorização da actividade dos seus docentes, investigadores e pessoal não docente e não investigador, e da educação pessoal, social, intelectual e profissional dos seus estudantes, contribuindo para a formação ao longo da vida e para o exercício de uma cidadania activa e responsável; b) A realização de investigação e a participação em instituições e eventos científicos, promovendo a busca permanente da excelência, a criatividade como fonte de propostas e soluções inovadoras e diferenciadoras, bem como a reflexão sobre os grandes temas da contemporaneidade; c) A transferência, o intercâmbio e a valorização dos conhecimentos científicos e tecnológicos produzidos, através do desenvolvimento de soluções aplicacionais, da prestação de serviços à comunidade, da realização de acções de formação contínua e do apoio ao desenvolvimento, numa base de valorização recíproca e de promoção do empreendedorismo; d) A promoção de actividades que possibilitem o acesso e a fruição de bens culturais por todas as pessoas e grupos, internos e externos à Escola; e) O intercâmbio cultural, científico e técnico com instituições e organismos nacionais e internacionais, através da mobilidade de estudantes, docentes e pessoal não docente e não investigador, do desenvolvimento de programas educacionais e de investigação com base em parcerias, da contribuição para a cooperação internacional, com especial destaque para os países europeus e de língua oficial portuguesa, e da construção de um ambiente multicultural na Escola; f) A interacção com a sociedade, através de contribuições para a compreensão pública da cultura, e o estabelecimento de parcerias para o desenvolvimento social e económico, nos contextos regional, nacional ou internacional; g) A contribuição para o conhecimento, defesa e divulgação do seu património natural e cultural; h) A promoção da sua sustentabilidade institucional e da sua articulação com o espaço global. [-]


Universidade do Minho - Escola de Engenharia

Master Mestrado em Ciências (MSc) Portugal Guimarães September 2016

A Escola de Engenharia desenvolve atividades em áreas tradicionais de Engenharia, assim como em áreas emergentes e únicas a nível nacional, com uma forte componente de investigação, excelência dos seus projetos de ensino, internacionalização e interação com a sociedade, apoiada por um corpo de mais de 300 docentes, todos doutorados, cerca de 400 investigadores integrados e um corpo de mais de 90 técnicos e administrativos. Ao nível da investigação, salienta-se a relevância d… [+] os seus 11 Centros de Investigação, 70% classificados com Muito Bom ou Excelente, com reconhecimento a nível internacional, através de vários prémios atribuídos aos seus docentes e investigadores, assim como importantes parcerias de investigação com instituições universitárias nacionais e internacionais. Destaca-se a colaboração com o MIT, a Carnegie Mellon University e a University of Texas at Austin, ao abrigo dos Programas Portugal_MIT e Portugal_CMU/AT. Os projetos de ensino têm uma procura muito elevada a nível nacional e internacional através de programas de Mobilidade Internacional, nomeadamente Erasmus Mundus, com cerca de 6.000 alunos dos diferentes ciclos de estudo, dos quais cerca de 700 do 3º ciclo. Esta é uma Escola para a Sociedade, onde a relevância da sua atividade é patente através de numerosas parcerias com o tecido empresarial nacional e internacional. [-]


Instituto Superior Miguel Torga (ISMT)

Portugal Coimbra October 2017

O Instituto Superior Miguel Torga é um estabelecimento de ensino superior universitário, com mais de 75 anos de existência (tendo iniciado a sua atividade em 1937), que se encontra enquadrado no âmbito do ensino superior particular e cooperativo, e integrado na rede nacional de ensino superior, tendo sido reconhecido através da Portaria n.º 15/90 de 9 de janeiro. O Instituto é ainda uma entidade formadora acreditada pelo Conselho Científico/Pedagógico da Formação Contínua (… [+] CCPFC), e é também sócio coletivo do Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade (CEPESE), que é uma instituição consagrada à investigação científica, de vocação inter-universitária. O ISMT é também membro associado da Associação Portuguesa do Ensino Superior Privado (APESP), que é uma associação de Instituições de ensino superior não estatais. O Instituto Superior Miguel tem como missão a criação, a transmissão e a difusão da cultura e da ciência e, ainda, fomentar a criação das condições para a realização da investigação, sempre numa perspetiva de desenvolvimento e enriquecimento do indivíduo e da comunidade. Atualmente, a oferta formativa do ISMT é composta por: - Cursos de especialização tecnológica (10 cursos), em áreas diversas - Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação, Aplicações Informáticas de Gestão, Gestão Administrativa de Recursos Humanos, Técnicas de Gerontologia, Desenvolvimento de Produtos Multimédia, Técnicas de Contabilidade, Serviço Social e Desenvolvimento Comunitário, Secretariado e Assessoria Administrativa, Repórter de Imagem, e Técnicas de Gestão Comercial e Marketing - Cursos de 1.º ciclo (licenciaturas), num total de 11 - Serviço Social, Psicologia, Comunicação Social, Comunicação Empresarial, Informática de Gestão, Informática, Multimédia, Design de Comunicação, Gestão, Gestão de Recursos Humanos, e Contabilidade e Auditoria; - Cursos de 2.º ciclo (mestrados), num total de 4 - Psicologia Clínica (com três ramos de especialização), Gestão de Recursos Humanos e Comportamento Organizacional, Serviço Social e Gerontologia Social. Além destes cursos, a nossa oferta formativa contempla ainda cursos de pós-graduação (não conferentes de grau académico), além da formação de curta duração ministrada no âmbito do Prime Training Center (resultado da parceria entre o Instituto e a PROFIFORMA, Gabinete de Consultadoria e Formação Profissional, Lda.), que inclui, entre outros, cursos na área de formação de professores. De referir ainda que o ISMT, ao abrigo de Protocolos de Colaboração, colabora em cursos de doutoramento, como é o caso, por exemplo, do curso de Doutoramento em Psicologia (em convénio com a Universidade da Extremadura – Espanha). Quem somos? Temos apostado na qualificação do nosso corpo docente, e, também, na formação dos nossos funcionários não docentes, permitindo assim a constituição de um corpo de docentes e funcionários criativo, crítico e inovador. Como somos? Exigentes na construção do presente e impacientes pelo futuro. Porque somos? Porque queremos contribuir para a criação de uma massa crítica consistente, e porque desejamos consubstanciar um projeto de ensino inovador. E porque o novo milénio se baseia na qualidade, esta é a nossa grande aposta, certos de que o ISMT é o lugar onde o futuro já começou. O Director Carlos Amaral Dias [-]


Universidade do Minho - Escola de Economia e Gestão

Master Portugal Braga September 2016

Escola de Economia e Gestão - EEG A EEG oferece 8 cursos de licenciatura, 4 dos quais em regime pós-laboral, 18 cursos de mestrado e 6 cursos de doutoramento, 3 dos quais em colaboração com outras universidades. O número total de alunos é 2430, dos quais 1351 são alunos de licenciatura, 918 de mestrado e 161 de doutoramento. 20% dos alunos de licenciatura participam em programas de mobilidade internacional. 70 alunos estrangeiros frequentam as nossas licenciaturas, que of… [+] erecem 30 unidades curriculares lecionadas em língua inglesa. A EEG tem 27 cursos de formação especializada criados e 4 cursos de Alta Direção para a Administração Pública. A EEG tem 8 subunidades: 3 departamentos e 5 centros de investigação. 3 desses centros obtiveram classificação máxima de Excelente atribuída pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. Nos nossos domínios científicos, no resto do país, apenas existem mais cinco centros de investigação com a mesma avaliação. O número total de docentes é de 124, sendo que 86 são de carreira -- 76 dos quais doutorados -- e 38 convidados. Os investigadores integrados nos 5 centros são 102, dos quais, 44 pertencem a outras instituições. A maioria dos nossos investigadores são doutorados em universidades europeias e norte-americanas tão diversas como as Universidades de Oxford, Warwick, Lancaster, Essex, Manchester, Nottingham, Cornell, Estocolmo, London School of Economics, Instituto de Tinbergen ou Instituto Universitário Europeu.     Programas de Doutoramento No ano letivo de 2012/2013, a Escola de Economia e Gestão oferece 6 cursos de doutoramento: Ciências da Administração, Ciências Empresariais, Ciência Política e Relações Internacionais, Contabilidade, Economia e Marketing e Estratégia. 
A oferta de cursos de Doutoramento da EEG reflete as suas competências científicas. A aposta na formação do seu corpo docente em universidades europeias e norte-americanas tão diversas como Oxford University, University of Warwick, Lancaster University, University of Essex, Cornell University, Stockholm School of Economics, London School of Economics, Tinbergen Institute ou Instituto Europeu de Florença posicionou a EEG num lugar cimeiro na investigação em Portugal, com 3 centros de investigação com a classificação máxima de Excelente. Assim, a prossecução de um doutoramento na EEG é a garantia de obtenção de um grau de elevado reconhecimento nacional e internacional. 
Em três dos doutoramentos, a EEG colabora com outras universidades portuguesas. O doutoramento em Economia resulta de uma parceria com a Universidade de Coimbra; o doutoramento em Contabilidade com a Universidade de Aveiro e o doutoramento em Marketing e Estratégia, com as Universidades de Aveiro e da Beira Interior. [-]


The Lisbon MBA

Portugal Lisboa October 2017

Originalidade, criatividade, frieza: As principais universidades portuguesas - FCEE Católica e NOVA - uniram-se com ro MIT criam uma experiência única MBA.   The Lisbon MBA fornece uma plataforma onde os estudantes talentosos, ambiciosos e bem-sucedido de todo o mundo podem se reunir e participar de aprendizagem ativa, interagindo com top notch faculdade faculdade.           Por que se deve selecionar The Lisbon MBA? Há muitas razões críticas porque se deve sel… [+] ecionar Lisboa como destino de MBA: • 3 Instituições de classe mundial: O Programa de MBA Full Time Lisboa é a colaboração entre a Universidade Católica Portuguesa e Universidade Nova de Lisboa e Sloan School of Management do MIT. • Integrar o lados direito e esquerdo do seu cérebro: Um currículo básico nos fundamentos da gestão é complementada por sexta-feira Forum foco em habilidades interpessoais e de liderança. • MIT Imersão: Ter aulas e aproveitar recursos na Sloan School of Management durante uma estadia de verão em Boston (EUA).   • experiência do mundo real: Complete um estágio acordo com as suas aspirações de carreira, no local internacional de sua escolha. • Desenvolvimento Profissional: Aprenda a arte de planejamento de carreira com os nossos Serviços de Gestão de Carreira • Lisboa Estilo de vida: A capital Português vibrante é a sua casa-base durante vários meses do programa.           [-]


ISEG - Lisbon School of Economics & Management

Master Portugal Lisboa October 2017

Missão do ISEG   Missão ISEG é contribuir para o avanço do conhecimento científico nas áreas das ciências económicas e empresariais e campos de apoio, para ajudar no desenvolvimento social e econômico do país e contribuir para a sua afirmação internacional através da educação, treinamento e preparação dos recursos humanos necessários buscando o caminho da pesquisa científica prestação de serviços à comunidade, e permitindo que o científica uma d intercâmbio cultural … [+] de estudantes, professores e pesquisadores.    Nossa Visão Por mais de um século ISEG tem educado gerações de líderes e profissionais que desenvolveram suas habilidades nos negócios e na tomada de decisões económicas, servindo como membros do conselho ou no governo ou em grandes empresas. Tais carreiras de sucesso têm sido observadas em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente em países de língua Português. ISEG, num contexto europeu, pretende ser reconhecida como uma escola: • Que educa tomadores de decisão de primeira qualidade; • Que oferece alta qualidade de ensino; • Sempre que o seu pessoal docente produzir pesquisas reconhecidas internacionalmente nas áreas de Economia e Administração de Empresas; • Sempre que os alunos gostam de estudar e porque eles experimentam um ambiente único e amigável; • Que se envolve com a comunidade, através da participação pública, Addre ssing e contribuindo para a resolução de problemas prementes da economia e da sociedade.    Nossos Valores Nossos valores são orientações importantes em todas as nossas atividades e decisões.   Integridade No ISEG tomamos os códigos de estudantes e de pessoal de ética muito a sério. Honestidade intelectual e direitos autorais são valorizados e protegidos e qualquer tentativa de fraude ou plágio e severamente punidos.   Liberdade Individual No ISEG promovemos a liberdade de pensamento, fala, aprendizagem, ensino e orientação acadêmica. ISEG promove a diversidade acadêmica, onde estudiosos pertencem a diferentes escolas de pensamento. Acreditamos que este aumenta a possibilidade de pensar crítico dos estudantes.   Busca pela Excelência Mérito e esforço são os ingredientes essenciais de excelência em educação e pesquisa. Portanto, eles são promovidos através de um pacote de incentivos.   Solidariedade ISEG reconhece que nem todos os estudantes partilham a mesma habilidade em dominar o idioma Português, condições financeiras, ou outras características que podem dificultar o sucesso. Valorizamos a igualdade de oportunidades para todos, o que pode implicar uma discriminação positiva para aqueles que estão em desvantagem no processo de aprendizagem.   Cooperação e reciprocidade Cooperação no âmbito da escola (departamentos, centros de pesquisa, os estudiosos) é uma chave para o sucesso. Comportamento recíproco contribui para a evolução da cooperação, enquanto a concorrência míope destrói o capital social que nós valorizamos muito. Eficiência e Boa Governação No ISEG sabemos os recursos são escassos e valorizamos seu uso eficiente. Além disso, valorizamos unidades orgânicas (Presidência, Conselho Escolar, os Conselhos Científico e Pedagógico, Departamentos) que mostram uma clara separação de poderes e responsabilidades, e estão estruturados e alinhados no sentido da boa governação.    Instalações Francisco Pereira de Moura Biblioteca A biblioteca no campus do ISEG está alojado num edifício moderno de 5 andares com a leitura confortável e salas de estudo. Biblioteca do ISEG detém a maior coleção de livros e materiais nas áreas das ciências económicas e empresariais em Portugal. Ela também fornece acesso gratuito a bases de dados bibliográficas e de informação estatística. Biblioteca colabora com outras bibliotecas e instituições em áreas como a documentação União Europeia e os "American Corner" em parceria com a Embaixada dos EUA em Portugal.   Bento Jesus Caraça Livraria e serviços de publicação de outros A livraria ISEG é gerido pela Associação de Estudantes e livros que ações e outros materiais de apoio para os cursos ministrados no ISEG. Além disso, AEISEG oferece serviços como fotocópias, impressão de materiais de estudo, acesso à Internet, eo documento / classe apoiar a partilha de notas etc   Computadores A rede de sistema de computador abrange todos os computadores do ISEG, incluindo salas de aula e salas de computadores especiais. Acesso sem fio também é possível durante todo o campus.   Salas de estudo Existem várias salas de estudo disponíveis para uso dos alunos na biblioteca e nos blocos de ensino. Estes quartos podem ser usados ​​por indivíduos ou por grupos.   Restaurantes e lanchonetes Há uma grande variedade de lugares para comer no ISEG, incluindo uma cantina, restaurantes e lanchonetes.   Estacionamento Existem dois parques de estacionamento no campus ISEG, com cerca de 300 lugares.    Vida no ISEG ISEG proporciona aos alunos o acesso a uma série de atividades para o desenvolvimento pessoal e acadêmico. Os alunos podem complementar a componente curricular do MBA com uma variada gama de temas apropriados para as necessidades eo perfil de cada aluno. Uma amostra das atividades está incluído aqui, tais como seminários, exposições e recentes eventos sociais.    Alumni Económicas A Alumni é atualmente a maior rede de ex-alunos no campo da economia e gestão em Portugal. ISEG visa acompanhar todos os seus alunos de programas de graduação e pós-graduação, que organiza uma série de atividades, seminários, workshops, actividades ao ar livre e culturais para promover os laços entre a escola continuou e os seus ex-alunos. Através desta relação também buscamos estimular o grupo a manter seus conhecimentos atualizados e melhorar a sua rede profissional.   A Alumni Economia é actualmente composta por mais de 1000 membros. Eventos organizados pela Alumni incluem: • atribuição anual do Prémio Alumni Distinguished; • Conferências; • Seminários projetado para ex-alunos; • Alumni Day; • As reuniões sociais e festas de aniversário para Cursos; • Mentoring programa. [-]


Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Master Mestrado em Ciências Humanas (MA) Portugal Lisboa October 2017

A Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias é a maior Universidade Privada em Portugal e é parte integrante do subsistema particular e cooperativo do ensino superior Português.   O nome da Universidade deriva da expressão "Lusofonia" que designa o espaço cultural e linguístico comum demarcado pelo uso da língua Portuguesa. A Universidade Lusófona assume-se com a instituição responsável pelo desenvolvimento científico, cultural, social e económico deste espaço g… [+] eográfico e linguístico com mais de 200 milhões de habitantes.   A sociedade civil e os cidadãos em geral esperam que as Universidades e as instituições de ensino superior em geral sejam um dos polos centrais de desenvolvimento dos seus países e da sua cultura. No meio de constrangimentos e adversidades diversas, e de um enquadramento nacional a nível legal, económico e social nem sempre favorável, o ensino superior, e em particular o ensino superior privado, tem vindo a desempenhar de forma globalmente positiva este papel em Portugal ao longo dos últimos trinta anos.   A Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias conseguiu ao longo desse período afirmar-se como a maior instituição de ensino superior Portuguesa do subsetor particular e Cooperativo, parte integrante e vital do Grupo Lusófona, o Maior projeto de ensino de língua Portuguesa presente com estabelecimentos de ensino e formação em Portugal e em todos os países de língua portuguesa.   Hoje, a procura por uma formação de nível superior atinge níveis nunca verificados no passado e as instituições de ensino superior veem-se confrontadas com públicos cada vez mais variados e diversificados. Muitos destes estudantes representam públicos diferenciados, como os alunos maduros ou de origem estrangeira, que colocam às instituições novos e estimulantes desafios.   Paralelamente, as instituições de ensino superior sentem cada vez mais a necessidade de alargar a base de desenvolvimento das suas atividades, deixando de se centrar em exclusivo na produção e acumulação de conhecimento, para se preocuparem de forma mais ativa com a distribuição e circulação de conhecimento entre a rede de instituições e organizações que se reúnem em seu redor.   Assim, paralelamente aos alunos e professores, objetos únicos da atividade das Universidades no passado, as empresas e outras organizações surgem cada vez mais como um dos vértices centrais da atividade Universitária e um pilar nuclear do seu crescimento e sustentabilidade.   Massificação, internacionalização, inovação e empreendedorismo, são assim termos que passaram a fazer parte do vocabulário da vida das Universidades e que importa a cada instituição conseguir interiorizar nas atividades do seu dia-a-dia.   As transformações no perfil dos públicos-alvo das instituições têm sido acompanhadas por profundas mudanças nos modelos de ensino e formação, nomeadamente aquelas que resultaram da implementação da Declaração de Bolonha. Acima de tudo, hoje as instituições de ensino superior são chamadas a definirem claramente qual é que desejam que seja o seu papel na sociedade e qual a sua contribuição para o desenvolvimento social, económico e social da comunidade em que se inserem. A Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias tem como missão central contribuir através das suas atividades de ensino e investigação para o desenvolvimento científico, cultural, económico e social de Portugal e de todos os países onde se fala a língua Portuguesa. Em ordem à prossecução destes objetivos a Universidade desenvolve atividades de formação, investigação e prestação de serviços nas mais diversas áreas do conhecimento relevantes para a sociedade, e procura constantemente e de forma ativa constituir-se como um parceiro válido e imprescindível para todos aqueles que, como ela, acreditam que a formação superior e o conhecimento são os principais elementos impulsionadores do desenvolvimento e progresso da nossa sociedade. [-]


ISCTE Business School – Instituto Universitário de Lisboa

Master Mestrado em Ciências (MSc) Portugal Lisboa October 2017

Mensagem do Reitor Bem-vindo ao ISCTE Business School. IBS é uma escola pioneira no ensino de gestão e negócios ciências, eo primeiro em que esta era uma área autónoma em oposição a um assunto ensinado dentro do campo da economia. Os links para o mundo corporativo são uma característica distintiva de nossa Escola. Desde o início, IBS tem contado com o apoio de professores convidados do mundo dos negócios cuja colaboração tem prestado um contributo valioso para os nosso… [+] s currículos. Portanto, não é surpreendente que, independentemente do ambiente econômico, sucessivas gerações de alunos têm desfrutado de taxas de empregabilidade perto de 100%. Ainda mais importante, as empresas reconhecem a alta qualidade da formação dada aos estudantes IBS e esta confiança é impulsionada pelo volume e excelência da investigação produzida pelos nossos docentes e pesquisadores. Internacionalização é a segunda característica distintiva da nossa Escola. Não só IBS ministrar cursos em parcerias com universidades da Ásia, África e América do Sul, mas, no âmbito universitário Português, IBS também foi pioneira na criação de um gabinete de apoio para os estudantes Erasmus. Este modelo, que funciona em conjunto com universidades de todo o mundo, tem atraído tantos estudantes estrangeiros que temos sido incapazes de alcançar a plena reciprocidade, apesar do número crescente de estudantes IBS que se beneficiam de uma experiência de formação no estrangeiro. A capacidade de trabalhar em um cenário internacional é claramente demonstrado pelo número de alunos que trabalham no estrangeiro, muitos dos quais ocupam cargos de liderança em empresas multinacionais. Inovação e empreendedorismo são a terceira característica distintiva de nossa Escola. inovação pedagógica levou à actualização dos programas de ensino, bem como a introdução de novos métodos de ensino; Estes incluem o desenvolvimento de estudos de caso e suporte de software para instrumentos de gestão e de ensino à distância. Não é por acaso que muitos textos de referência nas diversas áreas de gestão ter sido escrito por IBS faculdade. Por último, uma menção especial deve ser feita à relação estreita que IBS professores e funcionários a desenvolver com os nossos alunos e a preocupação com o seu bem-estar como este é um fator decisivo para o alto desempenho acadêmico dos nossos alunos. O rigor intelectual na sala de aula, a promoção do trabalho em equipe e a exposição aos estudos de caso real permitem IBS para criar valor para os nossos alunos, e garantir que eles fazem contributo positivo para o desenvolvimento da comunidade nacional e global. José Paulo Esperança Dean ISCTE Business School Instalações ISCTE Business School ISCTE Business School do ISCTE-IUL oferece aos seus alunos com um ótimo ambiente para aprender, bem como oportunidades para relaxar. Além dos auditórios e salas de aula onde os alunos tomam suas aulas, há muitos quartos particulares e em grupo de estudo onde o estudo podem ser realizados. O campus também abriga cinco cafés / bares, dois restaurantes e muitos espaços para relaxar. internet Wi-Fi está disponível, para estudantes IBS, em todo o campus. A biblioteca IBS fornecido pelo ISCTE-IUL, oferece um serviço a todos os estudantes da Universidade - com livros nas áreas de Ciências Empresariais, Ciências Sociais e Ciências Tecnológicas. A coleção é composta de cerca de 80.000 títulos (incluindo monografias, obras de referência, teses e dissertações) e 30.000 periódicos disponíveis em papel e digital. O Lab Financial fornece uma coleção abrangente de bases de dados financeiros e fontes de informação, incluindo: Bloomberg, Reuters Xtra / Conhecimento, Compustat, Datastream / Worldscope, Thomson One Banker, CRSP, Eventus e WRDS. Os alunos têm acesso a excelentes ferramentas bibliográficas on-line, tais como Biblioteca do Conhecimento Online (com mais de 16.000 periódicos científicos em texto completo) Web of Knowledge e JSTOR (Negócios, Matemática e coleções Estatísticas) e ABI / Inform global. [-]


Universidade Lusófona do Porto

Master Portugal Porto October 2017

A Universidade Lusófona do Porto (ULP) é uma Instituição de Ensino Superior (IES) que integra o Grupo Lusófona (maior grupo de ensino superior privado em Portugal - www.grupolusofona.pt ) que se expande por vários países de Língua oficial portuguesa (Brasil, Angola, Moçambique, Guiné e Cabo Verde) assumindo-se como uma instituição responsável pelo desenvolvimento científico, cultural, social e económico deste espaço geográfico e linguístico com mais de 200 milhões de habita… [+] ntes. É neste contexto sócio-cultural e académico que a ULP tem vindo a granjear a sua identidade e reconhecimento e a marcar a vida universitária e cultural da cidade. A ULP é uma Instituição de Ensino Superior que assume a vocação de ensino, formação e investigação e que, simultaneamente, visa angariar um caráter próprio e diferenciador no respeita ao desenvolvimento científico, cultural, económico e social. Em ordem à prossecução destes objetivos a Universidade desenvolve atividades de formação, investigação e prestação de serviços nas mais diversas áreas do conhecimento, procurando constantemente e de forma ativa constituir-se como um parceiro válido e imprescindível no desenvolvimento e progresso da nossa sociedade. Quem somos? A Universidade Lusófona do Porto é um projeto do maior grupo de ensino privado em Portugal, o Grupo Lusófona, caraterizada por solidez, dinamismo e inovação, contando atualmente com mais de 80 cursos de diversas áreas e ciclos de ensino, designadamente no âmbito das Faculdades: Faculdade de Ciências Económicas, Sociais e da Empresa Faculdade de Ciências Naturais, Engenharias e Tecnologias Faculdade de Comunicação, Arquitetura, Artes e Tecnologias da Informação Faculdade de Direito e Ciência Política Faculdade de Psicologia, Educação e Desporto A Universidade Lusófona do Porto assume como finalidade primeira da sua ação educativa a qualificação e promoção académico-profissional dos seus formandos, atendendo sempre a requisitos de qualidade, adequação ao mundo do trabalho e atualidade face aos constantes avanços proporcionados pela ciência e tecnologia, tendo em vista à construção de uma sociedade mais justa, solidária e equitativa. É com este propósito que procura construir respostas educativas que articulem e integrem, por um lado, a unidade e a diversidade do ser humano num mundo global e, por outro, uma nova cultura da aprendizagem e do conhecimento, baseada na liberdade e responsabilidade pessoal, na autonomia, na cooperação e na solidariedade. De uma forma permanente, a Universidade Lusófona do Porto procura promover: a qualificação profissional de alto nível dos seus formandos, em sede de 1.º, 2.º e 3º ciclo de estudos, formação pós-graduada, formação especializada e formação contínua; a formação intelectual, cultural, social e ética dos seus formandos; a investigação científica orientada e a produção de conhecimento em ligação à sociedade; a afirmação nacional e internacional, tornando-a cada vez mais significativa; a prestação de serviços à comunidade e o apoio ao desenvolvimento harmonioso da pessoa humana. [-]


The Photography Institute

Austrália Austrália online Nova Zelândia Nova Zelândia online EUA EUA online Reino Unido Grã-Bretanha (UK) Online Canadá Canada Online Japão Japão online Irlanda Ireland On-line Cingapura Singapore online Suíça Suíça online Alemanha Alemanha online Austria Áustria online França França online Brasil Brasil On-line Portugal Portugal on-line Holanda Holanda online Itália Itália online Emirados Árabes Unidos Emirados Árabes Unidos online Malásia Malásia online Filipinas Filipinas online Hong Kong Hong Kong online Indonésia Indonésia online Espanha Espanha online Argentina Argentina online México México online Chile Chile online Bélgica Bélgica online January 2017 +47 mais

O Instituto de Fotografia oferece a solução mais moderna e completa para aqueles que querem estudar online. Oferecemos a alternativa mais eficaz e prática de ensino a distância utilizando as técnicas mais avançadas disponíveis no mercado. Nosso compromisso de oferecer a melhor qualidade de ensino resultou em uma forma única de aprendizado produzindo resultados notáveis. No mundo inteiro, estudar online se tornou o método preferido para aqueles que procuram qualificações para uma no… [+] va carreira profissional ou simplesmente um novo hobby. Estude em casa em seu próprio ritmo e de acordo com a sua disponibilidade. Programas de ensino à distância de uma variedade de provedores têm ficado cada vez mais disponíveis no mercado. Porém, é a interação e o imediatismo da internet que têm revolucionado a metodologia de ensino. Nosso compromisso em oferecer um programa de formação de alta qualidade resultou em um sistema único que produz resultados notáveis. Em outras palavras, nossos alunos produzem trabalhos de qualidade superior em períodos mais curtos de tempo. As realizações dos nossos alunos e o reconhecimento profissional no mercado de trabalho são testemunho da alta qualidade do nosso curso. O Curso de Fotografia Profissional oferece a você a alternativa mais moderna à sala de aula convencional. Oferecemos o curso online de fotografia mais completo disponível no mercado, utilizando as técnicas mais modernas de ensino online. Nosso curso oferece tudo que você precisa para alcançar o sucesso que você deseja. Algumas escolas convencionais oferecem cursos de fotografia a distância paralelamente porém nós somos especializados em ensinar fotografia online. Aulas com gravações, vídeos, CDs ou DVDs se tornaram obsoletos. Nossa metodologia oferece ao aluno, acesso rápido ao professor por email, proporcionando a relação mais próxima possível do contato direto em sala de aula. Desenvolva todo seu potencial na fotografia dando o próximo passo, inscreva-se hoje. Instituto de Fotografia, seu parceiro para um futuro melhor e mais brilhante. [-]


ISG Business & Economics School

Master Portugal Lisboa October 2017

ISG | Business & Economics Escola impõe-se desde 1978 como uma escola de referência no contexto do ensino de gestão em Portugal. Entre as escolas de negócios, o ISG projecto | Business & Economics School, destaca-se pela sua formação multidisciplinar inovador, adaptado às necessidades reais do mercado de trabalho. Em ISG | Business & Economics Escola, A educação para a gestão, tendo em conta os factores chave natureza profissional, integrando o conhecimento com a prática… [+] , eo rigor com a relevância, reflectindo os desafios complexos enfrentados pelos gestores no seu dia a dia. ISG | Business & Economics Escola centra a sua actividade no sentido de obter mais perto do ambiente de negócios, especialmente através de parcerias com empresas nacionais com grande base de implantação no mercado. ISG | Business & Economics Escola na geração de sinergias aposta para um ensino superior, sendo capaz de manter o foco no componente científica, a aplica a outras formas de conhecimento cada vez mais focados em know-how profissional e óptica. ISG está equipado com instalações educacionais modernas e funcionais caracterizam inegavelmente um dos mais generosos rácios de área / aluno do nosso parque universidade. [-]


Universidade de Ciências Aplicadas de Castelo Branco

Portugal Castelo Branco October 2017

O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) é uma instituição pública de ensino superior, cuja cultura institucional se caracteriza pela riqueza proveniente da diversidade e singularidade próprias de cada uma das seis escolas que o constituem, Agrária, Artes Aplicadas, Educação, Gestão, Saúde e Tecnologia. O desenvolvimento do IPCB, que assenta em pilares claramente identificados no seu plano estratégico, caracteriza-se pela exigência de elevados níveis de qu… [+] alidade, internacionalmente reconhecidos. Para além de adotar as normas da European Association for Quality Assurance for Higher Education (ENQA) e as recomendações da European University Association (EUA), o Instituto Politécnico de Castelo Branco tem o seu Sistema de Gestão de Qualidade certificado pela norma ISO 9001:2008. Apesar dos resultados alcançados, importa que esses níveis de exigência sejam reforçados e visíveis nas várias vertentes da missão da Instituição, porque esse é o único caminho para a consolidação do IPCB, desafio que põe à prova cada um de nós individualmente e toda a comunidade académica coletivamente: docentes, estudantes, não docentes e agentes externos. A disponibilização de um leque alargado de ofertas formativas, ao nível graduado e pós-graduado, a forte ligação ao mundo empresarial, educativo, social e cultural, a estreita articulação com o mercado do trabalho, a transferência de conhecimento e tecnologia e a estratégia de internacionalização, são apostas que garantem aos nossos diplomados uma formação integral, através da aquisição e desenvolvimento de competências científicas e técnicas, linguísticas, relacionais e culturais, preparando-os assim para responderem de forma competitiva às solicitações de um mercado de trabalho sem fronteiras, mas proporcionando-lhes também condições para poderem vir a desenvolver a sua própria atividade, através de incentivos à criatividade e ao empreendedorismo. A disponibilização de programas de aprendizagem ao longo da vida permite, ainda, aos que já são possuidores de formação superior ou que já estão inseridos no mercado de trabalho, a adaptação necessária aos novos desafios e às novas exigências. Conhecemos a dimensão dos desafios e temos consciência plena do papel e da responsabilidade do IPCB no futuro do país e no desenvolvimento da região. Mas assumimos essa condição e o compromisso de liderar este projeto ao serviço do conhecimento e das pessoas. Sejam bem-vindos ao Instituto Politécnico de Castelo Branco! [-]


Polytechnic Institute Of Bragança

Master Portugal Bragança October 2017

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) é uma Instituição de Ensino Superior Português Pública com 7.000 alunos de graduação e de mestrado, abrangendo uma vasta área do conhecimento e da tecnologia, incluindo as ciências da agricultura, artes e esportes, educação e formação de professores, informática e engenharia, administração e gestão, saúde, comunicação e turismo. O IPB pertence à Rede Europeia de Universidades de Ciências Aplicadas (UASnet), cujos objetivos princip… [+] ais incluem a transferência de competências profissionais ea integração da investigação aplicada na sua vida profissional e tecnológica missão educação. IPB tem também um programa de internacionalização de reconhecido sucesso, incluindo a mobilidade anual de mais de 900 alunos de entrada e saída e 200 membros da equipe de ensino, como o resultado da colaboração com várias instituições de ensino superior de todo o mundo. Hoje em dia o IPB é uma instituição multicultural, onde 13% de seus alunos são estudantes internacionais. Em 2011, a Comissão Europeia concedeu o ECTS Label para o IPB, reconhecendo a qualidade da informação fornecida em termos dos cursos oferecidos e da gestão da mobilidade de estudantes no âmbito do Espaço Europeu do Ensino Superior. Em 2013, IPB foi premiado também o rótulo DS. O objetivo do Suplemento ao Diploma (DS) é fornecer dados independentes e suficientes para melhorar a transparência internacional eo reconhecimento académico e profissional equitativo das qualificações. Além dos programas acadêmicos ensinados na língua Português, o IPB também oferece programas de licenciatura e mestrado ministrados totalmente em Inglês, bem como idioma Português e cursos de cultura para estudantes estrangeiros. [-]


Católica Global School of Law

Portugal Lisboa October 2017

Católica Global School of Law foi criada em 2009 na Escola da Universidade Católica de Portugal Direito e tornou-se o centro da crescente foco da Católica na educação jurídica internacional. Desde a sua fundação, a Católica Global School of Law tem sido bem sucedido em alcançar uma série de metas: tem atraído um notável grupo de estudiosos e turmas de alunos de pós-graduação, tanto provenientes de prestigiadas escolas de direito de todo o mundo; lançou três estado dos … [+] programas de arte (uma lei LL.M. em um contexto europeu e global, um LL.M. Avançada em Direito Comercial Internacional e doutorado global em Direito); e está se tornando um importante centro de ensino de pós-graduação e pesquisa em lei a partir de uma perspectiva global, em Lisboa. A qualidade dos seus programas tem sido consistentemente reconhecida pelo Financial Times, que selecionou Católica Global School of Law como uma das mais inovadoras escolas de direito no mundo, com a sua LL.M. programas que estão sendo incluídos, pelo quarto ano consecutivo neste prestigiado seleção. PORQUE CGSL O novo mercado de serviços jurídicos é mais exigente Prática jurídica está se tornando cada vez mais internacional Escritórios de advocacia se tornou global e multinacional Escritórios de advocacia e empresas de topo procurar advogados com formação e experiência internacional Os advogados têm que apostar na diferenciação e se preparar para uma nova e mais resistente do mercado de trabalho Há um foco permanente no amanhã: estamos estabelecendo nossos alunos para os próximos 30 anos Combinamos sabiamente as abordagens americanos e europeus Nós oferecemos um ambiente verdadeiramente internacional Católica Global School of Law é onde você encontra uma classe Faculdade Mundial Porque nós oferecemos vanguarda educação jurídica MISSÃO E VALORES Nossa Visão Na Católica Global School of Law nós nos esforçamos para ser líderes no que fazemos, proporcionando um ensino jurídico de ponta e garantindo nos posicionarmos entre as melhores escolas de direito internacional no mundo. Nossa Missão Nossa missão é desenvolver programas inovadores projetados para definir os alunos para os próximos 30 anos, que os ajudem a alcançar carreiras jurídicas internacionais nos mais altos níveis profissionais. Para alcançar a nossa missão que escolhemos uma faculdade notável, entre os nomes mais importantes em seus respectivos campos de estudo e que abraçam a abordagem prevista em nossos programas. Estamos igualmente seletivo com nossos alunos. Nossos valores Entregar CUTTING EDGE EDUCAÇÃO LEGAL Assegurar EXCELÊNCIA Desenvolver processos de pensamento novo e desafiador Procure relevância prática Gerar TOP-LEVEL pesquisa original Promover COMPORTAMENTO ÉTICO [-]


European Master in Renewable Energy and European Master in Sustainable Energy System Management

Master Bélgica Bruxelas França Paris Reino Unido Loughborough Espanha Saragoça Alemanha Oldenburg Holanda Groningen Grécia Atenas Newcastle upon Tyne Perpinhã Portugal Lisboa September 2017 +14 mais

O Mestrado Europeu em Energias Renováveis ​​é uma iniciativa proposto e desenvolvido pelos Centros Europeus de energias renováveis ​​(EUREC) e um consórcio de universidades descrito na seção 'parceria Universidades'. O programa tem sido gerido desde 2002 por uma rede de nove universidades europeias e centros de pesquisa que estão liderando o caminho na pesquisa de energias renováveis, desenvolvimento e demonstração. É coordenado pelo EUREC AEIE, um consórcio de ce… [+] ntros de pesquisa de energia renovável da Europa, que tem sua sede em Agência Centros Brussels.The European Renewable Energy Research foi estabelecida como um Agrupamento Europeu de Interesse Económico em 1991 para reforçar e racionalizar os esforços europeus de PD & D em renováveis tecnologias energéticas. Como uma associação independente, incorpora mais de 40 proeminentes grupos de PD & D de toda a Europa.   Fornecedores de núcleo MINES ParisTech-, França - Francês-didata Universidade de Loughborough, Reino Unido - Inglês-didata Universidade de Zaragoza, Espanha - Espanhol-didata Universidade Oldenburg, Alemanha - Inglês-didata Universidade Hanze, Holanda - Inglês-didata Fornecedores de Especialização Universidade Técnica Nacional de Atenas, Grécia - Vento Universidade de Northumbria, Reino Unido - Fotovoltaica Universidade de Zaragoza, Espanha - Rede Integração Universidade de Perpignan, França - Solar Térmica Instituto Superior Técnico, Portugal - Ocean Energy Universidade Hanze, Holanda - Combustíveis sistemas sustentáveis ​​de mobilidade > Para mais informações: www.master.eurec.be O objetivo do Mestrado Europeu em Gestão de Energia Sistema Sustentável é proporcionar aos alunos de pós-graduação com as habilidades necessárias para o emprego na indústria de Energia Sustentável. Os alunos irão se especializar em análise de caso de negócio, modelagem, design e implementação de projetos. Como resultado do contato estrangeiro o curso exige, nossos estudantes terão a essencial perspectiva internacional para as necessidades da indústria de RH. O núcleo fornece uma base sólida em gestão de sistemas com aspectos legais, ambientais, econômicos, sociais e técnicos. Cursos teóricos que também examinam as questões sócio-econômicas que envolvem o emprego destas tecnologias são suportados por oficinas de laboratório. Os estudos para o núcleo será feita em Inglês. Fornecedores de núcleo Hanze UAS, Países Baixos para o núcleo ministradas em Inglês Università di Pisa, Itália para o núcleo ministradas em Inglês A especialização focada em um tema específico seleccionado de: integração de sistemas e otimização ou gestão de energia sustentável. As especializações são ministradas em Inglês. Fornecedores de Especialização Integração de Sistemas e Optimização - ensinou em Hanze UAS Gestão de Energia Sustentável - ensinou na Universidade de Zaragoza   > Para mais informações: www.sesym.eurec.be [-]


University of Algarve

Master Portugal Faro September 2016

Por que escolher a Universidade do Algarve (UAlg)? A Universidade do Algarve (Portugal) é uma universidade pública jovens, com uma população estudantil perto de 9000 e emprega mais de 700 acadêmicos. Nestas últimas três décadas, a Universidade do Algarve tem consolidado o vínculo estabelecido com o negócio regional e com as organizações públicas e privadas, incentivando a transferência de conhecimentos e contribuindo para o desenvolvimento sustentável, com um impacto… [+] positivo em toda a comunidade. ensino Fundada em quatro campi, três na cidade de Faro e uma em Portimão, a Universidade do Algarve oferece cursos em seis áreas temáticas: Artes, Literatura e História; Ciências da Engenharia; Vida, Terra, Ciências Marinhas e Ambientais; Medicina e Ciências Afins; Social, Educação e Ciências da formação profissional; e Economia, Gestão e Turismo. Os estudos nessas áreas incluem cursos de graduação e pós-graduação graus (Mestre e PhD). Pesquisa Pesquisa da Universidade do Algarve é realizada em centros de pesquisa dinâmicas e proeminentes, que produzem inovação e valor acrescentado intensificar a investigação e desenvolvimento em diferentes áreas, como Ciências do Mar, Biologia e Biomedicina, Electrónica e Telecomunicações, literatura, história, Comunicações e Artes . Seus laboratórios estão abertos para o mundo, recrutando os melhores jovens investigadores nas várias áreas de investigação de excelência. Localização Localizado na parte sul de Portugal, uma das regiões mais turísticas de Portugal, a Universidade tem três campus universitários localizados em Faro (capital da região, com um aeroporto internacional, estádio de esportes, hospital central) e um em Portimão, segunda do Algarve cidade principal. Internacionalização Recentemente, tem havido um aumento significativo de estudantes estrangeiros de mais de 60 países, devido à estratégia de internacionalização da Universidade do Algarve. De sua população de 9.000 alunos, 10% são estudantes estrangeiros, dos quais cerca de metade são da Universidade de acordos bilaterais e programas de cooperação, principalmente Erasmus e Erasmus Mundus. A qualidade ea diversidade da European Masters e Doutorados, combinado com cursos de pós-graduação em aberto a estudantes de todo o mundo explicar a magnitude dessa mobilidade. instalações de apoio Todos os campi oferecem salas de aula específicas, de informática e multimédia laboratórios, auditórios, bibliotecas e salas de estudo e de reuniões. O acesso à Internet sem fio está disponível em todos os campi. Com alojamento em residências para mais de 600 alunos, várias cantinas e lanchonetes ao longo dos vários campi, serviços médicos e actividades culturais e desportivas, a Universidade do Algarve tem testemunhado um crescimento significativo em termos de população estudantil, instalações modernas ea qualidade e diversidade de programas em oferta. [-]


Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto

Master Mestrado em Ciências Humanas (MA) Portugal Porto October 2017

ISCAP Historial O ISCAP, com a designação que lhe conhecemos hoje - Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto, advém do Decreto-Lei n.º 327/ 76, de 6 de Maio, embora as suas raízes históricas sejam bem mais longínquas. De facto, foi em 1886 que o Instituto Industrial e Comercial do Porto foi fundado (Decreto de 30 de Dezembro, 1886), pelo então ministro Emídio Navarro que lança as bases teóricas da organização do ensino industrial e comercial do… [+] nosso País. Em 1891, as reformas de ensino técnico de João Franco mantiveram inalteráveis as secções industrial e comercial deste Instituto, não as transformando em escolas independentes. Os cursos elementares de comércio foram suprimidos e o curso superior fica reduzido a três anos e dividido em dois graus. O Instituto Comercial e Industrial do Porto vê, em 1896, serem reconhecidos os seus Cursos Superiores, equiparados aos das demais escolas: o antigo Curso Superior de Comércio (criado pelo Decreto de 30 de Dezembro de 1886) e o Curso Superior ministrado nos Institutos Industriais e Comerciais. O Instituto Industrial e Comercial do Porto viveu um percurso atribulado, pela falta de orientação definitiva, até 1918, data da publicação do Decreto n.º 5 029, de 1 de Dezembro, que separou a sua parte comercial, desdobrando-a num Instituto Comercial do Porto e num Instituto Superior de Comércio do Porto. Nesta data dá-se pela primeira vez a separação dos Institutos Comerciais em relação aos Institutos Industriais, situação que se manteve até 1924. Esta segmentação é no entanto temporária, pois rapidamente se fundem de novo estas áreas do saber e só em 1933 se opta por uma segmentação definitiva. O então apelidado de Instituto Comercial do Porto é conhecido à época por deter o maior nível de estudos mercantis da capital nortenha e também por ser um estabelecimento de ensino técnico médio com ambiência de ensino superior em diversos aspectos da sua vida académica. A reforma operada pelo Decreto-Lei n.º 38 031, de 4 de Novembro de 1950, em nada vem alterar as características deste estabelecimento de ensino. Pelo contrário, a conjuntura política de 1974 vem operar profundas alterações na vida deste Instituto, pois, na altura, crescem em importância os cursos de carácter marcadamente técnico. Neste novo contexto, o progresso do País exigia o bom desempenho de quadros técnicos superiores, que na altura escasseavam. Assim, o ISCAP, é reconhecido como uma das escolas que, ao longo dos séculos, formaram gerações de profissionais e é inserido nos estabelecimentos de ensino superior. Este acontecimento possibilita aos diplomados pelos Institutos Comerciais receberem a designação de bacharéis, um grau que "constitui habilitação própria para admissão ao estágio para professor do 6º grupo do ensino técnico profissional”. Esta legislação é percursora daquela que vai, mais tarde, integrar os Institutos Comerciais na rede de ensino superior - o Decreto-Lei n.º 327/ 76, de 6 de Maio. É assim que nasce a actual designação de Institutos Superiores de Contabilidade e Administração, com o estatuto de “escolas superiores, dotadas de personalidade jurídica e autonomia administrativa e pedagógica”, habilitadas a conferir “os graus de bacharelato, licenciatura e doutoramento”. No ano lectivo de 1975/ 76, o Instituto de Contabilidade e Administração do Porto passa a ministrar, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 313/ 75, os Cursos de Bacharelato de Contabilidade e Administração e Línguas e Secretariado. Estes cursos foram posteriormente regulamentados pela Portaria n.º 918/ 83, de 7 de Outubro e sofrearam sucessivos reajustamentos de acordo com as evoluções das ciências económica e contabilística e das exigências do mercado de trabalho. O Instituto vive, no entanto, um período conturbado, após a data de 1976, em virtude da indefinição existente no País. Os Institutos, habilitados a conferir os graus de Bacharelato, Licenciatura e Doutoramento, deveriam ser integrados no Ensino Superior Universitário, mas disposições legais posteriores procuravam o seu enquadramento no Ensino Superior Politécnico. Este contexto de indefinição só terminou com a identificação das Escolas/ Institutos Superiores que resultavam da reconversão ou evolução de Escolas anteriores e com a integração do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto no Instituto Politécnico do Porto em 1988, através do Decreto-Lei n.º 70/ 88 de 3 de Março. Este novo quadro legal resulta do facto de os Institutos visarem a formação superior de técnicos qualificados nos domínios da Contabilidade e Administração e promover, num âmbito geográfico, o intercâmbio entre o ensino e as estruturas económicas e sociais. Foram também encontradas semelhanças entre os objectivos do Ensino Superior Politécnico e os dos Institutos de Contabilidade e Administração, o que veio reforçar este novo enquadramento. O Decreto-Lei n.º 443/ 85, de 24 de Outubro, estabelece a orgânica dos Institutos Superiores de Contabilidade e Administração determina também que o seu pessoal docente passe a reger-se pelo Decreto-Lei n.º 185/ 81, de 1 de Julho, que criou a carreira de Ensino Superior Politécnico. Entretanto, foram também criados os Cursos de Bacharelato e Estudos Superiores Especializados, graus que a Lei de Bases do Sistema Educativo qualifica expressamente como próprios do Ensino Superior Politécnico. Em 1983 surge o Curso de Bacharelato Aduaneiro (Portaria nº. 918/83 de 07 de Outubro), sofrendo este também posteriores alterações (Portaria nº. 238/86 de 22 de Maio). A partir do ano lectivo de 1993/94, adopta a designação de Estudos Superiores de Comércio, sucedendo esta à de Curso Superior Aduaneiro. O Curso de Bacharelato de Marketing é inaugurado no ano lectivo de 1996/97 para permitir o “preenchimento de uma lacuna, pois o seu objectivo de estudo procura suprimir uma carência agravada pelas necessidades de técnicos superiores na área dos serviços face à competitividade das empresas, fundamentalmente em resultado da integração de Portugal na União Europeia”. A Portaria n.º 751/86, de 17 de Dezembro, criou também os Cursos de Estudos Superiores Especializados (CESE's) - Auditoria, Controle Financeiro, Secretariado de Gestão e Administração e Técnicas Aduaneiras, os quais conferiam também o grau de Licenciatura, desde que formassem um conjunto coerente com um curso de Bacharelato precedente. Tal traduzia-se, em termos práticos, em conceder uma “habilitação equivalente à Licenciatura para todos os efeitos académicos e profissionais”. Em 1991, é criado o CESE em Contabilidade e Administração seguido de Tradução Especializada, este último em 1995. No final do ano lectivo de 1997/98, o ISCAP colocava no mercado de trabalho alunos habilitados com os CESE"s em Auditoria, Gestão Financeira, Contabilidade e Administração de Empresas, Assessoria de Gestão, Comércio Internacional (ramos Gestão Internacional e Administração Aduaneira) e Tradução Especializada. Em virtude da reformulação levada a cabo, o ISCAP passa a leccionar, a partir de 1998, as Licenciaturas de Contabilidade e Administração (ramos Contabilidade e Administração, Gestão Financeira e Auditoria), Comércio Internacional, Línguas e Secretariado (ramo Secretariado de Gestão e Tradução Especializada) e Marketing. Já no ano lectivo de 2001/2002 passaria também a ser ministrado o ramo de Administração Pública. Já com novas instalações, inauguradas oficialmente em 1996, o ISCAP recebe nos finais desta década o Mestrado em Contabilidade e Administração, organizado pela Universidade do Minho, e em parceria com o Instituto Politécnico do Porto. Apesar de inauguradas em 1996, a mudança para o novo edifício processa-se um ano antes, em Novembro. No ano lectivo de 2003/2004 o Ramo de Tradução Especializada passaria a designar-se Tradução e Interpretação Especializada, alteração aprovada pela Portaria n.º 602/2003 de 21 de Julho. Em 2004/2005 é criado o curso de Comunicação Empresarial, Licenciatura também bi-etápica em que o 1º ciclo atribuía, de igual modo, o grau de Bacharel (6 semestres) e, o 2º, o grau de Licenciatura (2 semestres), aprovado pela Portaria n.º 161/2006 de 20 de Fevereiro. Distinguia-se assim dos anteriores pelo facto de ter uma duração total de apenas quatro anos. No entanto, este plano apenas prevaleceria nesse ano lectivo, tendo sido actualmente adequado ao acordo de Bolonha, o que implicou a fixação da Licenciatura em apenas três anos. Aguarda-se ainda a aprovação relativa ao funcionamento do respectivo Mestrado, de igual designação, cuja duração prevista será de 4 semestres. No ano lectivo de 2005/2006 também o curso de Línguas e Secretariado foi adequado ao Acordo de Bolonha, adoptando a designação de “Assessoria e Tradução” e passando, assim, a ter a duração de apenas 6 semestres. Foi ainda proposto o funcionamento de três Mestrados: Tradução Assistida por Computador (área científica de línguas e literaturas estrangeiras); Tradução e Interpretação Especializadas (área científica de línguas e literaturas estrangeiras) e Assessoria de Administração (área de científica de ciências empresariais). No ano lectivo de 2007/ 2008 entraram em funcionamento os cursos de Contabilidade e Administração, Comércio Internacional e Marketing adequados ao Acordo de Bolonha. Estas licenciaturas passaram a ter 6 semestres. Foram ainda propostos os respectivos mestrados mas ainda aguardam aprovação os de Comércio Internacional e Marketing. [-]


University Fernando Pessoa

Mestrado em Ciências (MSc) Portugal Porto October 2017

A UFP A Universidade Fernando Pessoa (UFP), instituída pela Fundação Ensino e Cultura “Fernando Pessoa” (FFP) e reconhecida de interesse público pelo Decreto-Lei nº 107/96, de 31 de Julho, é o resultado dum projecto inovador de ensino superior, iniciado nos anos de 1980, através do Instituto Superior de Ciências da Informação e da Empresa, e do Instituto Erasmus de Ensino Superior, que lhe serviram de base estruturante e cuja antiguidade de graus e diplomas herdou, nos t… [+] ermos do Artigo 7º daquele decreto. Com o lema Nova et Nove (inovar no conhecimento e nos métodos de ensinar), a UFP tem como objectivos o ensino, a investigação, a extensão comunitária e a prestação de serviços nos domínios da formação oferecida pelas suas faculdades, de acordo com a sua estrutura científico-pedagógica: Faculdade de Ciência e Tecnologia (Porto) Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (Porto) Faculdade de Ciências da Saúde e Escola Superior de Saúde (Porto) Unidade de Ponte de Lima, também com Escola Superior de Saúde Com a entrada em funcionamento do seu Hospital-Escola, a UFP assume-se também como uma entidade prestadora de cuidados de saúde gerais e especializados, sem prejuízo da continuidade das suas atuais Clínicas Pedagógicas de Medicina Dentária, de Fisioterapia, de Terapêutica da Fala, de Reabilitação Psicomotora e de Psicologia, onde os estudantes fazem prática clínica supervisionada com pacientes em sistema de consentimento informado. O corpo docente, em tempo integral e com vínculo permanente à universidade, é constituído por cerca de duas centenas e meia de professores, dos quais 80% são titulares do grau de doutor. E a investigação, com financiamento próprio pela FFP ou financiada pela Fundação de Ciência e Tecnologia ou por programas específicos da União Europeia, realiza-se em centros multidisciplinares. A UFP-UV, funcionando em plataformas de ensino à distância, a assíncrona (SAKAI) e a síncrona (Blackboard Collaborate), apoia e alarga o âmbito territorial e os públicos dos cursos presenciais das três Faculdades. Tudo isto justifica, cada vez mais, a classificação feita pela “European University Association”, que no seu relatório classificava a UFP como “uma das mais importantes universidades privadas em Portugal”. São diversas as características que qualificam e distinguem a UFP e fazem jus ao seu lema nova et nove: Avaliação Internacional pela EUA (Associação Europeia de Universidades); Cursos já adaptados à Declaração de Bolonha; Corpo docente próprio com inegável qualidade académica e com estabilidade profissional; Ensino exigente, servido por logística pedagógica de reconhecida qualidade; Inovação metodológica e científica; Ambiente de aprendizagem humanizado e tecnologicamente evoluído; Relações internacionais propiciadoras de mobilidade discente e docente; Parcerias universidade–empresas na investigação, na extensão universitária e em estágios curriculares; Parcerias de cooperação universitária internacional; Projecto de acção social e de extensão comunitária em Saúde Pública e em Ambiente; Gabinete de Projectos Estratégicos e Qualidade Organizacional. [-]


Instituto Piaget

Portugal Lisboa October 2017

História A história do Instituto está intimamente ligada ao percurso e ao trabalho do homem que dá nome a este universo, Jean Piaget. Uma evolução marcada pela adaptação, pelo interesse natural na dinâmica e na mudança das coisas e pelo seu estudo. Uma história que se define numa transformação por etapas para ser cada vez melhor. Constituído em 1979 como cooperativa sem fins lucrativos, denominando-se então “Cooperativa para o Desenvolvimento da Criança, SCRL”, assume a s… [+] ua actual denominação “Instituto Piaget - Cooperativa para o Desenvolvimento Humano, Integral e Ecológico, CRL.” anos mais tarde, fruto de um percurso onde se desenvolveram e implementaram diversos projectos de carácter pedagógico e social. O Instituto Piaget tem como principais objectivos proporcionar um ensino de qualidade, criar conhecimento e difundir valores humanos fundamentais para uma indispensável formação pessoal e intelectual de todos os seus agentes – docentes, estudantes, trabalhadores e cooperantes. No seguimento deste propósito, e procurando privilegiar a criatividade e a inovação, o Instituto Piaget tem vindo sistematicamente a reinvestir todos os seus excedentes na melhoria e aperfeiçoamento constantes do seu projecto educativo, e sempre no cumprimento rigoroso do Estatuto do Ensino Superior Particular e Cooperativo. Com estes princípios, a actuação do Instituto Piaget tem vindo a diversificar-se, abrangendo uma multiplicidade de áreas que vão da educação à investigação, passando pela acção de cariz social e pela implementação de projectos de desenvolvimento, tanto em Portugal como em países da CPLP e ainda, pela edição de livros. [-]


Universidade Nova de Lisboa - Faculty of Social Sciences and Humanities

Portugal Lisboa October 2017

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) é uma unidade orgânica da Universidade NOVA de Lisboa. A Faculdade é uma pessoa coletiva de direito público, dotada de autonomia científica, pedagógica, administrativa e financeira. A Faculdade tem por missão o serviço público para a qualificação de alto nível dos cidadãos e, em especial, dos cidadãos portugueses, nos domínios das ciências sociais e humanas. Para a realização desta missão a Faculdade assume os seguintes… [+] objetivos: a) a excelência no ensino e na investigação nas áreas de especialização das ciências sociais e humanas, tanto no plano nacional como internacional; b) um compromisso claro com a inovação e a interdisciplinaridade; c) a criação, a difusão e o apoio da cultura humanista; d) a prestação de serviços à comunidade nessas mesmas áreas. Na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, a orgânica dos Serviços estrutura-se de modo a apoiar os objetivos que constituem a missão da instituição: o ensino, a investigação e a prestação de serviços à comunidade. Assegura o seu funcionamento um corpo de funcionários com distintas competências, constituído, na sua maioria, por licenciados. [-]


ESAD College of Art and Design

Mestrado em Ciências Humanas (MA) Portugal Matosinhos October 2017

ARTE + DESIGN EDUCAR, VALORIZAR E INOVAR Formar estudantes com capacidade de intervir e de competir nacional e internacionalmente, acompanhando as exigências crescentes no design e nas artes com competências criativas, críticas e tecnológicas. Desde a sua fundação, em 1989, a ESAD é uma referência no campo do design e das artes, em Portugal e não só. O olhar atento e atualizado sobre a realidade tem garantido os resultados da sua missão: a educação, a formação e… [+] a investigação ao serviço do ensino de qualidade. 25 ANOS AO MINUTO O seus vinte e cinco anos de existência têm sido intensos. Um historial preenchido de eventos, seminários, conferências, workshops, exposições e encontros tem garantido a extensão formativa, implementando um ambiente ativo, reflexivo e crítico nos domínios e temas fundamentais e emergentes do design, quer nacional quer internacionalmente. INVESTIGAR, APLICAR, EMPREENDER: TRANSFORMAR IDEIAS EM RESULTADOS A ESAD vem estabelecendo cada vez mais parcerias com entidades públicas e privadas, na consciência do papel da escola como interface entre a sociedade civil, a indústria e o mercado. Investe assim na emancipação profissional dos seus estudantes, na inovação responsável, na investigação orientada e nas indústrias criativas. ORLA COSTEIRA A Câmara Municipal de Matosinhos envolveu a ESAD no ambicioso projeto de requalificação da Orla Costeira Matosinhos Mar, que visa optimizar 12 quilómetros de praias. Matosinhos é hoje um laboratório de renovação costeira com uma forte aposta no design, envolvendo os alunos e professores das Licenciaturas e Mestrados da ESAD num conjunto de projetos que garantem a componente científico-pedagógica, este envolvimento da comunidade escolar com a autarquia tem vindo a garantir o seu papel de responsabilidade social. IMPRIMIR RITMO AO CONHECIMENTO A ESAD produz e difunde conhecimento. Os projetos de maior relevância, bem como as matérias de reflexão e investigação académica, são continuamente publicados em edições bibliográficas, disponibilizadas na montra online. ERASMUS + DESENHAR O NOVO MAPA-MUNDI A internacionalização da ESAD remonta à sua fundação, como estratégia científica e pedagógica de afirmação do seu projeto educativo. Já em 1993, a ESAD integrava o programa ERASMUS, iniciando a mobilidade de estudantes com a Faculdade de Arquitetura de Palermo. Até hoje, multiplicaram-se as parcerias e contratos bilaterais com instituições de Ensino Superior dos cinco continentes. Todos os anos, centenas de estudantes e professores participam da mobilidade e intercâmbio, e no envolvimento em outras atividades ERASMUS como os programas intensivos ou visitas de estudo. LEADING SCHOOL EM DESIGN ESAD está entre as 30 escolas leading schools mundiais de design mencionadas pela FRAME em duas das suas edições: no Masterclass: Graphic Design - Guide to the World’s Leading Graduate Schools e Masterclass: Interior Design - Guide to the World’s Leading Graduate Schools, publicações internacionais estas que distingue os melhores Mestrados em Design de todo o mundo. O reconhecimento internacional da formação da ESAD confirma-se pelo sucesso dos seus ex-alunos, associados a empresas e marcas de referência, como a Delightfull, Ginger & Jagger, Harrods, IDEO, Inditex ou Munna, entre muitas outras. OLHAR PARA A FRENTE COM OLHOS A TREZENTOS E SESSENTA GRAUS A forte internacionalização da ESAD passa também por plataformas de comunicação externa da escola, atualmente em Berlim, Londres e Pequim, através de parcerias fundamentais para a realização de eventos de design, promoção de produtos e publicações da escola, programação expositiva e divulgação do trabalho desenvolvido pelos estudantes. A ROTINA DA EXCEÇÃO O quotidiano da ESAD é intenso, diversificado e produtivo. Salas de aula, oficinas e estúdios abrem-se a atividades transversais ou específicas e a tarefas interdisciplinares ou especializadas, permitindo experimentar, testar e produzir de forma assistida pelos professores e apoiada por técnicos. Entre o pensar e o fazer, a ESAD disponibiliza infraestruturas, equipamentos, serviços e apoio humano que fazem da escola uma segunda casa para os estudantes, num dia-a-dia afetuoso, preenchido e ágil. DIA-A-DIA, MÃOS NA MASSA Todos os anos, a ESAD participa em concursos nacionais e internacionais. Nas áreas de design de comunicação, interiores, moda, produto ou em artes digitais e multimédia e joalharia, os alunos habituaram-se a receber prestigiadas distinções em concursos de empresas como AcrobActic, Art and Fashion Bilbao, Bienal Ibero-Americana de Design, Bloom/Portugal Fashion, Bombay Sapphire, Caixa Geral de Depósitos, Cevisama, Clat5/ Apdes, Clube Português de Artes e Ideias, Eletrolux Design Lab, Festival de Chaumont, Gillette Triumph, HP/ MTV, International Fashion Showcase, Massimo Dutti, Mittellmoda/Itália, Modtíssimo, Nespresso Design Contest, Novos Criadores/Portuguese Fashion News, PORTfolio Gradshow, Prémio Agulha D’Ouro, Prémio Europeu de Moda, Programa Aliança, RAR Imobiliária, Robbialac, Sangue Novo Moda Lisboa, Santander Totta, TMN, World Diamond Centre, Young Creative Chevrolet, entre muitos outros. VALORIZAR E APOIAR Sensível à função social da escola, a ESAD atribui anualmente a Bolsa de Estudo/Prémio ESAD Coelho dos Santos a estudantes do 12º ano do Ensino Secundário. A Bolsa de Estudo cobre a propina total de um dos cursos de Licenciatura à escolha. A ESAD atribui ainda, anualmente, uma Bolsa de Mérito dirigida aos alunos com aproveitamento escolar excecional. [-]


University of Porto School of Economics and Management.

Master Portugal Porto October 2017

FEP é a Faculdade de Economia e Gestão da Universidade do Porto. Universidade do Porto é uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior em Portugal e na Europa, e altamente classificado em todo o mundo. Dentro de suas 14 escolas e unidades de investigação, a Universidade do Porto tem 33.000 alunos - das quais 3.700 são estudantes internacionais - E perto de 2.300 professores e investigadores. FEP foi fundada em 1953 e é, desde então, um ponto de referência em educaçã… [+] o e pesquisa na área de Economia e Gestão em Portugal, distinguindo-se pela sua capacidade de inovar e renovar os seus programas de estudo. Isso é mostrado pela diversidade e qualidade dos seus programas: FEP oferece dois cursos de graduação (Economia e Gestão), quinze programas de mestrado em todos os campos relevantes da Economia e Gestão - dos quais quatro são ministradas em Inglês - e dois programas de doutoramento (Economia e Gestão) - Também ensinou em Inglês. FEP tem um faculdade de prestígio compreendendo 150 membros da faculdade que combinam um alto nível acadêmico, com grande capacidade de ensino. FEP tem vários centros de pesquisa, dos quais dois (CEF.UP e LIAADD) são classificados, respectivamente, como "Muito Bom" e "Excelente" pela FCT, o Português pública científica instituto de financiamento da investigação. Para o ano lectivo de 2015/16, um total de 2.965 estudantes foram registrados no FEP: 1.553 alunos de graduação, 1.300 alunos de mestrado e 112 estudantes de doutoramento. Nesse mesmo ano, FEP recebeu mais de 380 alunos, provenientes de mais de 65 países diferentes, dos quais 262 são estudantes de intercâmbio. estudantes FEP também usam a oportunidade de estudar no exterior nas mais de 100 escolas parceiras FEP distribuídos por 30 países, em alguns casos, concedendo-lhes um Duplo grau (Por exemplo, o Mestrado em estudantes de Administração e Mestre em Finanças estudantes podem optar por completar um período de estudos em, respectivamente, Kedge Business School e da Universidade de Kozminski, que irá atribuir-lhes um duplo grau). Para além disso, pertence ao FEP QTEM Mestres Rede Internacional que reúne os melhores alunos de 16 escolas de economia de topo em todo o mundo. FEP Alumni são colocados em posições de gestão de topo nas empresas mais importantes e instituições em Portugal e no estrangeiro, em todos os setores, permitindo aos alunos um acesso privilegiado a uma rede parceiro corporativo extremamente grande e notório. Para mais informações, clique aqui. Por que estudar na FEP? UPorto é uma universidade altamente classificado em todo o mundo FEP pertence a QTEM Mestres rede internacional que reúne os melhores alunos de 16 escolas de economia de topo a nível mundial FEP tem vários graus duplos (Mestrado em Gestão, Mestre em Finanças e PhD em Economia com Kedge Business School, Universidade de Kozminski e LASER - Lombardia Escola Avançada de Pesquisas Econômicas, respectivamente) melhores alunos qualidade do ensino e corpo docente de pesquisa orientada Conhecimentos e habilidades profissionais oportunidades de intercâmbio em prestigiados parceiros académicos internacionais Atividades extracurriculares serviços de apoio a integração académica e profissional Acesso a diversos estágios e oportunidades de recrutamento rede de antigos alunos notórios e largas Vibrante vida de estudante: esporte, cultura, lazer Porto ganhou duas vezes Os prêmios de Melhor destino de viagens na Europa (2012 e 2014) [-]